Ex-presidente Lula: com Gleisi Hoffmann, PT será mais ousado, aguerrido e combativo

Ex-presidente e senadora Gleisi Hoffmann durante o '6º Congresso Nacional do PT – Marisa Letícia Lula da Silva'.

Ex-presidente e senadora Gleisi Hoffmann durante o ‘6º Congresso Nacional do PT – Marisa Letícia Lula da Silva’.

Um partido mais ousado, mais aguerrido, mais organizado, mais combativo. Essa é a visão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o PT sob a presidência de Gleisi Hoffmann. Ela foi eleita neste sábado (03/06/2017) como a primeira presidenta mulher do Partido dos Trabalhadores.

“Quando o PT era dirigido por homens, o PT era bom. Agora que está assumindo a responsabilidade de ter  depois de 37 anos a primeira mulher presidenta do PT,  eles vão saber como esse partido vai ser daqui para frente: mais ousado, mais aguerrido, mais organizado, mais combativo, e com a cara muito mais bonita”, afirmou Lula.

Parabenizando a toda militância e ao Partido dos Trabalhadores, Lula afirmou que o 6º Congresso do PT demonstra a força do partido. “Nós não somos aquele partido fisiológico. A gente pensa em cada cidadão brasileiro. A preocupação que eles têm com o PT voltando a governar esse país, o PT sabe como acabar com a fome, como colocar criança pobre na escola,  o PT sabe, já fez, e vai voltar a fazer”, disse.

Lula afirmou que o PT se fortalece a cada ataque que recebe. “Muita gente está sempre apostando que amanhã o PT será menor. Que o PT acabou. Nas últimas eleições para prefeitura, muitos colunistas ignorantes que se dizem formadores de opinião diziam que o PT acabou. Esse partido nasce mais forte, quando mais ataques recebe”, afirmou.

Lula parabenizou aos outros candidatos na disputa, José de Oliveira e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ). O ex-presidente também agradeceu a direção executiva nacional, presidida até este sábado por Rui Falcão.

Inverdades

Lula criticou os procuradores da operação Lava-Jato. “O que eu tenho contra as meninices dos procuradores da Lava-Jato, que assumiram o compromisso de ser prestador de informação para Globo, a Globo assumiu o compromisso de transformar as inverdades as em verdades, e agora eles estão sem saída”, afirmou. “Porque como é que vai depois de dois anos e meio dizendo que o Lula é culpado, vai ser delatado, e o máximo que eles estão conseguindo com as delações é um ‘acho que ele sabia’”.

O ex-presidente afirmou, que para sair dessa enrascada, a imprensa deveria, primeiro, pedir desculpa pelas mentiras que contaram, sobre ele e sobre Marisa. “Só depois a gente volta à normalidade, enquanto isso eu vou deixar eles encrencados”, afirmou.

“Em qualquer situação eu quero que vocês saibam eu estarei de corpo e alma. Esse partido com esse bando de homens e mulheres, verdadeiros guerreiros. Eles sabem que vão precisar enfrentar esse exército para enfrentar vocês”, afirmou.

“Parabéns ao Partido dos Trabalhadores”, encerrou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).