Delegacia de Cachoeira é alvo de ataque promovido por facções criminosas

Delegacia de Cachoeira é alvo de ataque por facções criminosas.

Delegacia de Cachoeira é alvo de ataque por facções criminosas.

A delegacia do município de Cachoeira, localizado a 120 km da capital baiana, foi alvo de disparos de armas de fogo promovidos por uma facção criminosa da região. O ataque à delegacia ocorreu por causa do combate ao tráfico de drogas realizado pelos policiais civis locais.

Para o Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, esse caso que aconteceu na delegacia de Cachoeira, nesta semana, reflete o quadro de violência no Estado da Bahia onde o Governo que deveria promover uma Segurança Pública de qualidade aos cidadãos acaba colocando as instituições policiais reféns do crime organizado. ” Grupos de marginais bem armados que promovem ações articuladas e colocam o Estado de joelhos.  Esse ataque evidencia a falência da Segurança Pública na Bahia”, destaca.

Segundo o sindicalista, as condições de trabalho precárias, o baixo efetivo policial, a comunicação ruim entre as instituições policiais, a falta de valorização profissional e econômica dos policiais e a ausência de uma qualificação da categoria são alguns dos fatores que contribuíram para esse ataque pela facção criminosa. ” As Leis Orçamentárias Anuais, entre 2013 a 2017, aumentaram em quase 20% o investimento em Segurança Pública perfazendo, anualmente, uma média de cifras superiores a R$ 4 bilhões de reais. Cadê as realizações que foram feitas com esse montante orçamentário?”, questiona o Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício.

De acordo com o Vice-Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, esse atentado não representa um fato isolado devido à falta de investimento em infraestrutura nas delegacias de Salvador, Região Metropolitana e em todo o interior da Bahia.  “As facções criminosas tem imposto à população o toque de recolher. O tribunal do crime! O descaso com a Segurança Pública impacta diretamente no cotidiano da população que é obrigada a se recolher em seus lares por imposição do tráfico de drogas. Aconteceu algo semelhante, nesta terça-feira (13/06/2017), em Porto Seguro, onde foi decretado pela facção criminosa ” Movimento Porto Atitude” (MPA) luto oficial porque um traficante foi assassinado”, frisa. Os disparos em Cachoeira aconteceram na noite deste domingo (11/06) e a delegacia encontrava-se com apenas um servidor.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]