Campanha de combate ao Aedes aegypti com uso da interatividade chega a Feira de Santana

Campanha de conscientização da SESAB conta com dois caminhões levando cinema ao ar livre, óculos de realidade virtual, microscópio e outras atividades mostrando a história do Aedes aegypti e a forma como foi disseminado pelo mundo.

Campanha de conscientização da SESAB conta com dois caminhões levando cinema ao ar livre, óculos de realidade virtual, microscópio e outras atividades mostrando a história do Aedes aegypti e a forma como foi disseminado pelo mundo.

SESAB desenvolve campanha de combate ao Aedes aegypti em Feira de Santana.

SESAB desenvolve campanha de combate ao Aedes aegypti em Feira de Santana.

Uma caravana com dois caminhões levando cinema ao ar livre, óculos de realidade virtual, microscópio e outras atividades mostrando a história do Aedes aegypti e a forma como foi disseminado pelo mundo, bem como as estratégias de combate ao mosquito, que é vetor de doenças como a dengue, zika e chikungunya será levada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) para Feira de Santana, a partir desta segunda-feira (05/06/2017).

Os caminhões ficarão estacionados por três dias no Instituto de Educação Gastão Guimarães, no centro da cidade. Um dos diferenciais da campanha é o uso da tecnologia para apresentar o problema e demonstrar as formas de eliminar os criadouros. Além da ação, que será mostrada aos estudantes na escola, a estratégia de combate está usando redes sociais, como o Instagram, Facebook e Youtube, para ampliar o alcance da campanha e engajar públicos diversos.

Principais sintomas

As três doenças são adquiridas através da picada do mosquito Aedes aegypti, mais conhecido como mosquito da dengue, ou o Aedes albopictus. A única forma de evitar as três doenças é com o combate do mosquito, através da eliminação dos criadouros do mosquito nas casas, no trabalho e nas áreas públicas. Uma tarefa de todos.

A Dengue e a Chikungunya têm sintomas e sinais parecidos, enquanto a Dengue se destaca pelas dores nos corpo, a Chikungunya se destaca por dores e inchaço nas articulações. Já a Zika se destaca por uma febre mais baixa (ou ausência de febre), muitas manchas na pele e coceira no corpo.

Dengue: o primeiro sintoma é a febre alta, entre 39° e 40°C. Tem início repentino e geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira no corpo. Pode haver perda de peso, náuseas e vômitos.

Chikungunya: apresenta sintomas como febre alta, dor muscular e nas articulações, dor de cabeça e exantema (erupção na pele). Os sinais costumam durar de 3 a 10 dias.

Zika: tem como principal sintoma o exantema (erupção na pele) com coceira, febre baixa (ou ausência de febre), olhos vermelhos sem secreção ou coceira, dor nas articulações, dor nos músculos e dor de cabeça. Normalmente os sintomas desaparecem após 3 a 7 dias.

Os sintomas podem ser parecidos, mas o tratamento é diferente para cada doença. Vá ao posto de saúde se estiver com os sintomas e evite a automedicação.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]