Adeus, velho amigo Feira Tênis Clube | Por Jean Parente

Vista aérea do Feira Tênis Clube (FTC), em Feira de Santana.

Vista aérea do Feira Tênis Clube (FTC), em Feira de Santana.

Da glória, ao desprezo e abandono. Assim terminará os dias, o nosso querido Feira Tênis Clube (FTC), onde completaria 73 anos, no dia 8 de dezembro de 2017. Após viver momentos gloriosos e nos proporcionar momentos mágicos e jamais esquecidos, o Fetecê finalmente fechará os olhos e cairá no profundo sono do esquecimento.

Abandonado pelos seus administradores ao longo dos anos, com gestões bem sucedidas e, também desastrosas e irresponsáveis; e pelos políticos e pelo poder público, o aristocrático dará o seu último suspiro no dia 30 de junho de 2017.

Perde os associados, os atletas e toda a comunidade feirense, um dos seus mais importantes patrimônios, onde se constituía em uma das principais opções de lazer, esportes, diversão e cultura, chegando a ter mais de 25 mil associados, desfrutando de uma diversificada programação com shows de artistas de todo o país, dos bailes de Micareta, de Uma Noite no Havaí, da boate social e do guaraná, proporcionando momentos inesquecíveis ( namoros, paqueras, o primeiro beijo, de dançar coladinho ); do famoso cachorro-quente recheado de carne moída, lembram-se?; do bloco do Fetecê; dos banhos de piscina; dos salões de jogos; dos campeonatos e torneios de natação, vôlei, basquete, Tênis, Futsal, Karatê, Atletismo, Xadrez, Biriba, polo aquático, Ping-pong, futebol de campo, dominó, etc.; dos Jogos Abertos do Interior, a maior festa do esporte amador do Estado da Bahia, onde recebíamos centenas de atletas vindos de todo o interior do estado, num clima de amizade e confraternização.

Enfim, estamos perdendo uma das melhores instituições sociais e desportivas da Bahia que, com certeza, ainda poderia ser utilizado pelo município, através de recursos próprios ou de uma parceria público privado, onde se tornaria um Centro Esportivo e Cultural, oferecendo além das atividades esportivas, teatro, danças, artes marciais, um Centro de Convivência para idosos, etc, para toda a comunidade, principalmente aos alunos da rede pública de ensino, as quais não dispõem de áreas suficientes para a prática de esportes.

Assim, fica aqui registrado, a minha tristeza e indignação como ex-atleta e ex-associado do clube, o qual ainda acredita na educação através dos esportes e atividades culturais, os quais despertam nos jovens, noções de respeito, disciplina, solidariedade e confraternização, necessárias para construção de um mundo melhor.

Adeus, velho amigo, jamais iremos te esquecer.

*Jean Parente é professor da Academia Quatro Estilos, de Feira de Santana.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]