Vereador critica estrutura de escola municipal de Feira de Santana

Vereador José Menezes Santa Rosa – Zé Filé.

Vereador José Menezes Santa Rosa – Zé Filé.

O vereador José Menezes Santa Rosa – Zé Filé (PROS) falou, em seu discurso na manhã desta segunda-feira (29/05/2017), na Casa da Cidadania, sobre a Escola Municipal Marília Queiroz, situada no bairro Nova Esperança, que de acordo com ele está em condições precárias para receber os alunos.

O edil revelou que há quatro anos o prefeito José Ronaldo e a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, fizeram uma visita à escola, atendendo ao seu convite, e  na oportunidade pediu que fosse realizada uma reforma, transformando a unidade  em uma creche-escola. Zé Filé disse que no momento o prefeito se comprometeu com a comunidade, autorizando a obra.

Porém, o vereador revelo que foi convidado por amigos para voltar à escola na última sexta-feira (26) e assim fez. “Está pior do que quando o prefeito esteve lá. Na época ficamos felizes com a promessa e aguardando todo esse tempo e até ontem nada foi feito, quatro anos depois, como pude observar”, criticou.

Zé ainda denunciou que a coordenadora do colégio, Gabriela, queria chamar a polícia para prendê-lo, dizendo que a função do vereador é ficar na Câmara. O vereador a respondeu dizendo que ela estava em seu direito e que chamasse as autoridades. “Infelizmente,  ela está acostumada a votar em vereador que fica apenas na Câmara, mas não sou assim. A função do vereador é fiscalizar o Executivo e o Município como um todo”, pontuou.

Sobre a situação da escola, o vereador denunciou que ela ainda é coberta de telhas de eternite. “Imaginem quando faz calor, como é que aquelas crianças podem estudar num colégio como aquele? O piso ainda é o vermelho de quando inaugurou há mais de 30 anos”, contou.

A merenda escolar, ainda conforme o oposicionista, não existia. “Não tinha nada na escola para as crianças se alimentarem. Inventarem ainda um “Dia D” para as crianças levarem seu próprio alimento. Por isso, havia os litros de refrigerante que eles mesmos levaram”, criticou.

O vereador salientou que o bairro é de pessoas carentes, a maioria dos pais da crianças são desempregados e as crianças não têm o que se alimentar. “Então, vão para a escola e não encontram nada”, lamentou. O edil destacou ainda que todas as suas denúncias estavam estão documentadas. “Para depois não me chamarem de mentiroso mais uma vez”, justificou.

Em aparte, o líder do Governo, vereador José Carneiro (PSDB), destacou que nem diretor nem coordenador de escola tem autonomia ou autoridade para mandar prender vereador. “Se fizeram isso, tenha certeza que não tem o nosso apoio e nem mesmo o do Governo. A função do vereador é fiscalizar e qualquer vereador é autoridade constituída podendo adentrar em qualquer órgão público do Município”, pontuou.

Carneiro ainda expôs que o colega não pode deixar de reconhecer que o governo do prefeito José Ronaldo foi o que mais construiu e reformou escolas na cidade de Feira de Santana.

Concluindo sua fala, Zé Filé reconheceu que o prefeito pode até ter realizado todo esse trabalho, mas que em algumas, como a Marília Queiroz, deixa a desejar.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]