Salvador: Emicida e OQuadro abrem o Conexões Sonoras na Concha Acústica

Emicida.

Emicida.

Show na Concha Acústica já é certeza de astral em alta. Tendo Emicida como uma das atrações, a apresentação é promessa de casa lotada e platéia em coro acompanhando as rimas do rapper. Se a segunda atração a subir no palco ganhou o voto do público para compor o evento, aí não fica faltando nada para a noite ser daquelas para ficar na história da cena musical de Salvador. A proposta de unir todos esses elementos no domingo (21/05/2017), a partir das 18:00 horas, é do Conexões Sonoras, projeto que realiza três grandes encontros em 2017, todos com o legado de um produto audiovisual exclusivo decorrente das combinações feitas pelos fãs.

Quem vai iniciar a sonzeira será a banda OQuadro e sua “música preta em constante movimento”. Declarados representantes de uma vertente do rap que busca inovações sonoras a partir do diálogo com outros estilos musicais e movimentos culturais, os músicos do grupo pretendem contaminar a platéia com sua sonoridade que vai do ijexá ao afrobeat em composições que percorrem questões individuais e universais.

OQuadro é formado por Freeza (Vocal), Jahgga (Percussão), Jef Rodrigues (Vocal), Rans (Vocal), Ricô Bass (Baixo), Rodrigo Da Lua (Guitarra / Sinth), Vic (Bateria), Vinicius Mangaio (Programações).

Sob o delírio barulhento da sua legião de fãs, Emicida sobe ao palco logo em seguida para fazer o show do seu último álbum “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa” que ganhou as ruas em 2015. O show chegou aos palcos com o mesmo pano de fundo do disco: uma viagem musical pela África. “O show é um resultado de toda a pesquisa que foi feita durante essa nossa estada na África, mesclando elementos encontrados nos países Cabo Verde e Angola com a música do Emicida”, diz o rapper.

Ao lado de Emicida, estará a banda que já o acompanhava na turnê de seu trabalho anterior, formada por Doni Jr. (cavaco/violão), Anna Trea (guitarra/percussão), Carlos Café (percussão), Samuel Bueno (baixo) e DJ Nyack, com o reforço de Sivuca na percussão. Xuxa Levy, produtor de “Sobre Crianças..”, assina a direção musical do espetáculo.  O figurino é de João Pimenta.

O repertório, centrado em “Sobre Crianças”, traz também novas interpretações para canções do “Glorioso” e das mixtapes desde o início da carreira, além de surpresas que o artista escolhe a cada show.

O Conexões Sonoras é uma realização da Ruffo Marketing, Cultura e Arte, com patrocínio da Oi, com apoio cultural do Oi Futuro, e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.  Os ingressos serão vendidos a R$ 40 e R$ 20 (cota de 40% de meia entrada), na bilheteria e balcões do TCA e no site ingressorapido.com.br para o primeiro show, e na plataforma de vendas online Sympla para os demais.

CONEXÕES SONORAS – O Conexões Sonoras nasceu da vontade de conectar artistas, misturando sonoridades, sotaques e estilos, celebrando a diversidade cultural da música brasileira. De 2014 para cá, foram três edições, uma em Salvador e duas em Aracaju (SE), envolvendo os artistas Janayna Pereira, Toco Y Me Voy, Sandyalê, Leo Fressato, Orquestra Contemporânea de Olinda e Andrea Martins. De uma dessas conexões, nasceu o clipe “Aconteço”, com a sergipana Sandyalê e o paranaense Leo Fressato. Esse ano, a novidade é que foi o público que combinou as atrações por meio de votação no site conexoesonoras.com.br.

As próximas edições serão dia 15 de julho, quando o projeto se muda para o Largo Tereza Batista, no Pelourinho, com a brasiliense Flora Matos que dividirá o palco com a IFÁ. Já no dia no 26 de agosto, também na Tereza Batista, os baianos vão poder conferir Fernando Anitelli apresentando “O Teatro Mágico em Voz e Violão” e o incrível show da Orquestra Contemporânea de Olinda.

Conteúdos exclusivos – Iniciado em 2014 com edições experimentais, em 2017 o Conexões Sonoras, além de amadurecer a sua proposta de conectar artistas – passando a envolver o público nessa conexão -, também põe em prática outra faceta do projeto, a gravação em estúdio de uma música nascida de cada conexão por ele promovida. Sendo assim, as atrações que tocarão no mesmo dia, também gravarão uma canção juntas, que, ao fim do projeto, resultarão em três produtos audiovisuais exclusivos. “A ideia é, além de conectar, registrar algo novo nascido desses encontros e deixar isso como legado do projeto”, resume Ricardo Rosa, sócio-diretor da Ruffo Marketing, Cultura e Arte.

Após cada show será disponibilizado no site oficial e redes sociais do projeto o clipe dos encontros inéditos promovidos pelo Conexões Sonoras. Assim, o público poderá curtir quantas vezes e quando quiser aquela conexão promovida por eles mesmos.

Agenda

Dia: 21 de maio de 2017

Local: Concha Acústica do TCA

Horário: 17h30 (abertura dos portões)

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]