O artista Israel Kislansky doa para Salvador escultura em homenagem a maternidade

Escultor baiano Israel Kislansky.

Escultor baiano Israel Kislansky.

O escultor baiano Israel Kislansky, radicado atualmente em São Paulo, sempre vem a Salvador ministrar cursos de técnicas diversas de cerâmica. Mas desta vez ele vai deixar sua marca na cidade. No final de semana do Dias das Mães, o artista vai fazer uma escultura ao ar livre e doar a obra para a capital baiana. Será a primeira obra pública de Kislansky na cidade de Salvador. E todo processo vai poder ser acompanhado de perto pela população.

A escultura em cimento, ainda sem nome, vai ser uma homenagem à maternidade. “Pretendo realizar uma escultura em tamanho natural de uma mãe e sua filha. Acredito que será uma mescla das minhas experiências com a maternidade com um pouco das tradições africanas e escultóricas sobre o tema, mas ainda não defini completamente o projeto’’, conta o artista. Para que a obra esteja pronta no Dias das Mães, Israel Kislansky vai começar a modelar a peça na sexta-feira (12/05/2017) – na própria praça – e finalizar a escultura no sábado (13/05), para que no domingo, (14/05) de maio, Dia das Mães, a escultura esteja pronta.

Todo o processo de criação da escultura será feito no próprio local e poderá ser acompanhado de perto por qualquer pessoa. ‘’Vai ser uma oportunidade para aqueles que desejam acompanhar a criação de uma escultura’’, afirma. A escultura vai ficar na pracinha Recanto São Francisco, uma área verde de 5.000 metros no Itaigara. O convite partiu da APITA – Associação dos Amigos pelo Itaigara, como conta Mario Amici: ‘’Israel é um dos escultores mais importantes da atualidade. Acho que já estava na hora de Salvador ter uma obra sua em praça pública’’, afirma.

Reconhecido nacional e internacionalmente, Israel Kislanky é referência em escultura figurativa e fundição de obras de arte em metal no Brasil. Recentemente coordenou a restauração dos bronzes do Monumento do Ipiranga, em São Paulo. O projeto foi realizado por uma equipe franco-brasileira, com a participação do SENAI, sob orientação técnica do especialista francês Antoine Amarger e supervisão da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

“Restaurar as esculturas no Ipiranga foi uma experiência maravilhosa e estar tão próximo das obras um privilégio. Gostaria muito de replicar a experiência em Salvador, particularmente sobre a Fonte do Terreiro de Jesus, no Pelourinho, que mereceria uma nova chance de ser restaurada. Dessa vez, porém, faço para mim algo ainda melhor, que é colocar uma nova escultura na cidade. Espero, sinceramente, que a obra realize um bom diálogo com a população”, comenta Kislansky.

Curso

Israel Kislansky chega a Salvador no início de maio para, ainda, realizar um curso de cerâmica. O objetivo é aproximar as pessoas do barro e da experiência artística, mas também é uma oportunidade para que estudantes e profissionais aprofundem seus conhecimentos. A temática do curso é a modelagem do corpo humano.

A oficina acontece de 5 a 7 de maio, iniciando sexta à noite e transcorrendo sábado e domingo, das 09:00 às 17:00 horas, no Ateliê de Hilda Salomão, em Stella Maris. “Vamos realizar um trabalho com modelo vivo, tratando desde a construção da peça até os acabamentos finais e ocagem. “Como disporemos de forno no atelier, a obra ficará preparada para queima’’, conta o artista. Mas quem nunca mexeu com argila, não precisa se preocupar.  Alunos iniciantes também poderão optar pelas aulas básicas de modelagem da cabeça e torso.

As inscrições estão abertas, mas as vagas são limitadas.

A Apita

Criada em 2010 por Mário Amici, a Associação se define como um movimento suprapartidário que busca criar a consciência entre os moradores que devemos ajudar o poder público no diagnóstico dos problemas e na construção das soluções, de forma ecológica, criativa, economicamente viável e socialmente justa. Desde então, já foram plantadas mais de 300 arvores nas ruas Alto Itaigara, totalizando quase 3 Km de calçadas arborizadas.

“O Recanto São Francisco vem sendo feito principalmente com materiais reciclados e doados, utilizando técnicas de paisagismo que necessitam baixa manutenção, pois privilegia plantas nativas e frutíferas para atrair pássaros. Foi criada uma fonte artificial no local para que a fauna local, constituída de micos, lagartos, sariguês e pássaros tenham agua para beber durante a seca no verão”, conta Mario Amici. Esta obra conta com o patrocínio de moradores e voluntários, bem como com o apoio de empresas locais e da Prefeitura de Salvador, através da SEMAN e SECIS.

Para Amici, a arte desempenha um papel pedagógico com maestria, pois a sensibilização estética produzida por um ambiente bem cuidado, com esculturas, mosaicos, fontes, paisagismo delicado, leva as pessoas a cuidarem do local por amor e não por obrigação. Neste contexto o artista Eliezer Nobre doou em 2015 uma escultura que já está no local. Agora, na semana que antecede o dia das mães, outro grande artista baiano, Israel Kislansky irá executar no local e doar uma escultura.

No dia 12 de maio, das 15h às 20h, enquanto Kislansky finaliza a escultura, serão realizadas diversas atividades recreativas, para criancas, jovens e adultos, como contação de história, dança circular, apresentação de coral, luta medieval cenográfica, workshops de escultura, feirinha de artesanato, comes e bebes. Parte do dinheiro arrecadado será destinado a continuar com as obras no local e cobrir os custos do evento e da escultura.

Sobre o artista

Israel Kislansky é escultor e especialista em fundição de obras de arte em metal. Formado em Artes Visuais pela Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, realiza entre os anos de 1996 e 2006 intensa atividade educacional, levando cursos e palestras sobre escultura figurativa aos principais centros culturais do país.

Entre 2008 e 2014 cria e dirige o “Centro Técnico em Fundição Artística SENAI-SP”, projeto que concebeu com o objetivo de recuperar conhecimentos tradicional e disponibilizar novas tecnologias a profissionais do mercado. Em 2015/16 coordena junto ao DPH (Departamento de Patrimônio artístico de São Paulo) a restauração de parte do conjunto escultórico do Monumento do Ipiranga.

Desde de 2014 criou em seu próprio atelier e em parceria com o restaurador francês Antoine Amarger e o engenheiro industrial Reynaldo Stamatis,  a KSA Arte, Conservação e Restauração Ltda, uma fundição dedicada a museologia e patrimônio especializada em reprodução de obras de arte, conservação e restauração de esculturas fundidas em metal.

Realizou para a cidade de São Paulo a obra “Semear” (1996), instalada na praça Klaus Walter Zulauf, no bairro do Morumbi e o retrato do ex-primeiro-ministro do Líbano Rafik Hariri, morto num atentado em fevereiro de 2005.

Aqui na Bahia, leva a assinatura de Kislansky a escultura “Esperança” que fica no pátio central do Hospital Santa Isabel, em Salvador.

 

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]