Lançado documentário ‘#BXD – Baixada Nunca Se Rende’, filme aborda projeto-piloto ‘Música para Avançar o Desenvolvimento Sustentável’

Cartaz do documentário '#BXD – Baixada Nunca Se Rende'.

Cartaz do documentário ‘#BXD – Baixada Nunca Se Rende’.

O filme “#BXD – Baixada Nunca Se Rende”, documentário sobre o projeto-piloto ‘Música para Avançar o Desenvolvimento Sustentável’ — uma parceria entre a ONU e o coletivo aberto de músicos Baixada Nunca Se Rende. A exibição da produção cinematográfica acontece às 18h30 no Cine-Odeon, que também receberá artistas da Baixada Fluminense para apresentações musicais.

A iniciativa “Música para Avançar o Desenvolvimento Sustentável” tem sido implementada desde junho do ano passado pelo coletivo e pelo Centro RIO+ das Nações Unidas. O objetivo do projeto é transformar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em algo familiar para a sociedade civil, além de querer mudar a imagem da Baixada Fluminense, de lugar violento para polo disseminador de cultura e sustentabilidade.

O documentário “#BXD – Baixada Nunca Se Rende” foi produzido pelo italiano Christian Tragni e pela brasileira Juliana Spinola. Com duração de 66 minutos, o filme conta como a música pode ser uma poderosa ferramenta para incentivar a mudança e engajar a sociedade.

Após a exibição da produção, haverá um show do Baixada Nunca Se Rende, que apresentará ao vivo, pela primeira vez, as músicas gravadas no primeiro CD da rede local de músicos comprometida com a sustentabilidade.

Os músicos Dida Nascimento (coordenador do Centro Cultural Donana), Banda Rota Espiral (São João de Meriti), Banda Gente (Mesquita), Neco Trindade, Eddi MC (Belford Roxo), Ras Bernardo (Nova Iguaçu) e Marrone Recarregue (Belford Roxo) estão entre os que vão apresentar o repertório baseado nos ODS.

Com a parceria com o Baixada Nunca Se Rende, o Centro RIO+ espera apresentar ao mundo um modelo de difusão dos ODS para replicação nos escritórios do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) existentes em 166 países. O Centro RIO+ é um dos seis centros de políticas globais do PNUD e é fruto de uma parceria entre a agência da ONU e o governo brasileiro.

A Baixada Fluminense é composta pelos municípios de Belford Roxo, Itaguaí, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Seropédica, Duque de Caxias, Guapimirim, Magé e São João de Meriti e possui cerca 3,6 milhões de habitantes.

A implementação do projeto-piloto “Música para Avançar o Desenvolvimento” já envolveu quase cem músicos e bandas da região metropolitana do Rio de Janeiro. O Centro RIO+, criado como um legado da Rio+ 20 para manter vivos os compromissos para o desenvolvimento sustentável, lembra que muitas canções desses artistas já falavam sobre sustentabilidade antes da aprovação dos ODS pelos 193 países-membros da ONU.

O organismo vinculado ao PNUD acredita que o filme potencializa os esforços para que o cidadão e organizações da sociedade civil participem ativa e efetivamente das ações propostas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e desempenhem papel crítico, pressionando seus governos locais e nacionais a serem mais responsáveis no cumprimento das promessas globais.

 Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]