Feira de Santana: vereador diz que denúncia de oposicionistas são sempre rebatidas como mentirosas

Alberto Nery: toda vez que trouxermos alguma coisa, sempre seremos criticados.

Alberto Nery: toda vez que trouxermos alguma coisa, sempre seremos criticados.

No uso da tribuna da Casa Legislativa, na manhã desta terça-feira (09/05/2017), o vereador Alberto Nery (PT) destacou que todas as vezes que um vereador de oposição traz crítica ou denúncia contra o gestor público municipal e aos seus representantes, são sempre criticados e taxados de mentirosos. “Toda vez que trouxermos alguma coisa, sempre seremos criticados”, justificou.

Nery lembrou uma denúncia de sua autoria revelada pelos comerciantes do Mercado de Arte Popular de que, após uma reforma inaugurada há um ano com a verba do deputado federal Fernando Torres, começou a perceber infiltrações em uma das vigas. “Estou com as imagens que me passaram do local com a infiltração com apena as chuvas que caíram nos últimos dias”, completou.

O edil ainda destacou uma denúncia do ex-vereador Marialvo Barreto sobre a Escola Maria do Carmo Góes, que fica no povoado de Fulô, de que ela estaria desde o início do ano sem merenda escolar. “E não vimos ninguém do Governo se pronunciar para dizer que é mentira. Assino embaixo da fala do meu colega, o vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS), de que a diretora foi pressionada para mandar esse documento e lhe colocar como mentiroso”, completou.

Em aparte, o vereador José Carneiro (PSDB) destacou que a situação não critica os oposicionistas que fazem denúncias, mas que as críticas foram direcionadas a vereadores que fazem denúncias vazias. “Sugiro ainda que o senhor, um homem correto, que faça uma visita ao local e traga as informações concretas. Acho que esse é o melhor caminho”, disse. Ele aproveitou e disse que na última segunda-feira (08) a escola do povoado do Fulô teve a merenda reposta.

Reajuste salarial

O edil ainda falou que o prefeito José Ronaldo de Carvalho anunciou que daria o reajuste ao servidor público Municipal. “Aí eu questiono: ontem recebi a informação de que não houve esse reajuste, que ele só foi dado aos professores porque a APLB veio à Casa, fez pressão e o prefeito acabou atendendo às reivindicações. Mas, os demais servidores não foram atendidos e não foi dado nenhum reajuste até o dia de hoje”, disse.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]