Feira de Santana: Líder do Governo na Câmara responde questionamentos

José Carneiro: Governo Municipal faz justiça e paga àqueles que trabalharam.

José Carneiro: Governo Municipal faz justiça e paga àqueles que trabalharam.

Em discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta quarta-feira (10/05/2017), o líder do Governo na Câmara, vereador José Carneiro (PSDB) rebateu críticas dos oposicionistas Alberto Nery (PT) e Cadmiel Pereira (PROS) contra o poder público municipal.

“Eu não vou polemizar na frase usada pelo vereador Alberto Nery. Quero apenas dizer o seguinte: essa história de que o Governo persegue professor, a manchete deveria ser diferente: ‘Governo Municipal faz justiça e paga àqueles que trabalharam’. O Governo Municipal anunciou antecipadamente que, permanecendo a greve, cortaria o salário, de forma legal, de quem não fosse para sala de aula”.

O líder governista acrescentou que o Governo assegurou também aos professores que fizeram greve que se repuserem as aulas, eles receberão no final do ano o salário referente aos dias cortados. “Então, eu não vou entrar nessa celeuma, porque eles querem receber antecipado por um período que não trabalharam, e o Governo vai pagar se eles trabalharem”.

Com relação ao questionamento do vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) em relação ao valor cobrado pela Prefeitura para apresentação do cantor e compositor Roberto Carlos, previsto para o próximo dia 26, no Estádio Municipal Alberto Oliveira (Joia da Princesa), José Carneiro afirmou que o show vai acontecer. “Zé Filé recebeu a resposta do valor que vai ser arrecadado pelo Município: R$ 30 mil. O vereador disse que se não recebesse a resposta não teria show”.

José Carneiro afirmou que os vereadores Zé Filé, Alberto Nery e João dos Santos (João Bililiu, PPS) interpretam que R$ 30 mil é um valor irrisório para o Município receber referente ao uso do estádio Joia da Princesa.

“Eu até poderia concordar em parte que, realmente, não é um grande valor. Agora, observe os senhores: no jogo entre o Fluminense e Bahia ou Fluminense e Vitória nós temos um público em média de 8 a 10 mil pagantes. O ingresso desses jogos não passa de R$ 20,00. Ou seja, 10 mil pagantes a R$ 20,00 arrecada-se R$ 200 mil, e 10% de 200 mil é R$ 20 mil, sendo que deste valor, o Município ainda repassa 5% para a Liga de Desportos”, ressaltou o governista, reiterando que o poder público municipal está arrecadando R$ 30 mil com o show de Roberto Carlos.

O edil informou também que para ceder um espaço público, a exemplo do estádio municipal e do parque de exposições, tem que ser pago antecipadamente à Prefeitura o valor do contrato.

“O Município não pode, de forma irresponsável, ceder o espaço para aventureiros fazerem um show, seja lá de quem for, e receber deles ‘X’ por cento na portaria. Os senhores querem que o Município chegue a esse ponto de ceder o seu patrimônio arriscando uma arrecadação de portaria?”, questionou Carneiro, argumentando também que o Município arrecada por meio do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) 5% com a venda de ingressos.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]