Ausência de deputados em sessão plenária da ALBA provoca indignação

Deputado Targino Machado foi o único a comparecer à abertura da sessão plenária da ALBA.

Deputado Targino Machado foi o único a comparecer à abertura da sessão plenária da ALBA.

O deputado estadual Targino Machado encaminhou série de fotos, registradas no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) — entre as 14:41 e 14:42 horas, desta segunda-feira (08/05/2017) — onde é identificando um único parlamentar presente à sessão.

A imagem solitária do deputado Targino Machado, no plenário da ALBA, pode ser lida como a completa falta de compromisso público dos demais parlamentares baianos. Apesar dos inúmeros problemas existentes no país, os deputados parecem desconhecer que debater a situação do país e os problemas enfrentados pelos cidadãos é algo significativo.

Ao analisar a situação, comentou Targino Machado:

— Há dois meses que a Assembleia Legislativa da Bahia não vota um projeto. Há 21 dias que eu estou procurando o presidente da Casa no Plenário para discutir um tema importante. Já até fiz questão de ordem convidando o presidente para aparecer nas sessões. Não tem como não ficar indignado com esse comportamento dos parlamentares. É um absurdo ver o Plenário vazio, sem representação para debates!

Na sequência, afirmou:

— Está cada vez mais difícil encontrar deputados no Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia. Não tenho nem mais a oportunidade de cumprimentar os parlamentares, afinal não tem praticamente ninguém. Tenho que cumprimentar as cadeiras vazias. A Oposição sempre está presente e é importante frisar que a obrigação de dar quórum na Casa é da bancada do governo, que tem maioria esmagadora dos deputados. São 42 ausentes. Estão aonde na hora da sessão plenária? Continuarei me manifestando contra essas atitudes absurdas que atrapalham o trabalho do Parlamento. Meu senhor e minha senhora, fiquem de olho!

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).