ALBA: deputado Targino Machado conclama eleições ‘Diretas Já!’ e alerta que Congresso Nacional formado por maioria de corruptos não vai cassar mandato do denunciado presidente Michel Temer

Targino Machado: será que o povo brasileiro está esperando que o Congresso de canalhas, com raras exceções, vote o impeachment de Temer? Ledo engano. Isso não acontecerá!

Targino Machado: será que o povo brasileiro está esperando que o Congresso de canalhas, com raras exceções, vote o impeachment de Temer? Ledo engano. Isso não acontecerá!

Em pronunciamento realizado nesta segunda-feira (23/05/2017), na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Targino Machado (PPS) analisou o grave momento em que passa a República e a democracia brasileira.

Durante o pronunciamento, o deputado informou que, segundo delação premiada dos executivos do Grupo J&F, o presidente Michel Temer (PMDB/SP), Aécio Neves (PSDB-MG) e José Perrella (Zezé Perella, PMDB-MG), e Rodrigo Loures (PMDB-PR) estão envolvidos em atos de corrupção, de forma associada, lembrando que os parlamentares foram objeto de mandados judiciais no transcurso da Operação Patmos, ação policial desencadeada na quinta-feira (18).

Targino Machado destacou o fato presidente da República, Michel Temer (PMDB/BA), responder a inquérito criminal no Supremo Tribunal Federal (STF), sendo denunciado pelo Procuradoria-Geral da República (PGR) por possível obstrução de Justiça, corrupção passiva e organização criminosa.

O parlamentar inferiu que o presidente Michel Temer chegou ao absurdo de requisitar Habeas Corpus com a finalidade de evitar prisão. Nesse aspecto, citou os pedidos de prisão formulados, nesta segunda-feira (22), pela PGR contra o senador Aécio Neves (PSDB/MG) e o deputado Rodrigo Loures (PMDB-PR), associados do presidente Temer.

Analisando a gravidade do contexto, Targino Machado afirmou que “Michel Temer não tem moral e ética para o cargo de Presidente da República, senão não teria recebido à noite, às escondidas, no Palácio do Jaburu, um bandido para uma conversa entre malandros.”.

Na sequência, o deputado citou que não existe novidade em “ver o playboy Aécio Neves pedindo propina e mandando um primo ir receber as malas de dinheiro?”, e lembrou que o senador “ameaçou de morte o primo, afirmando que se ele tentasse delatar, poderia matá-lo antes da delação.”

Targino Machado concluiu o pronunciamento conclamando mobilização popular em favor de eleições ‘Diretas Já!”’.

Confira discurso do deputado Targino Machado

“A cachorragem na política não me surpreendeu. O Temer não tem moral e ética para o cargo de Presidente da República, senão não teria recebido à noite, às escondidas, no Palácio do Jaburu, um bandido para uma conversa entre malandros.

Mas Temer e Dilma foram invenções e crias do ex-presidente Lula.

Qual a novidade de ver o playboy Aécio Neves pedindo propina e mandando um primo ir receber as malas de dinheiro? Ainda ameaçou de morte o primo. Se ele tentasse delatar, Aécio poderia matá-lo antes da delação. E eu pergunto: E agora, Aécio, por que não manda matar o presidente da JBS, o senhor Joesley, que lhe dedurou?

Qual a novidade o Lula e a Dilma terem recebido propina da JBS, cerca de 150 milhões de dólares? Todos os empresários e economistas que acompanham o mercado, sabiam que tinha alguma coisa estranha com a dinheirama derramada pelo BNDES no grupo JBS.

Perguntas que não querem calar, que ainda não têm resposta:

1) Por que a lista dos 1.829 políticos que receberam propina da JBS ainda não saiu? Será que essa lista ainda trará alguma novidade para os brasileiros?

2) Por que o primo de Aécio Neves, que foi receber dinheiro a mando dele, está preso e o mandante ainda está solto?

3) Michel Temer está esperando o que para renunciar? Xô Satanás! Vai-te embora e leva contigo todos os seus diabinhos!

4) O povo brasileiro está esperando o quê para ir as ruas pedir a saída do presidente malandro? Será que o povo brasileiro está esperando que o Congresso de canalhas (com raras exceções) vote o impeachment de Temer? Ledo engano, isso não acontecerá!

É fato que os políticos ultrapassaram qualquer limite imaginável. De cabo a rabo, são muitos ladrões.

Se não fosse Moro e a Lava Jato, estaríamos todos enganados neste Brasil.

Liberem a lista dos nomes dos quase 2 mil políticos que receberam propina da JBS. Devem ter muitos políticos sem dormir, preocupados com essa lista. Será que ainda haverá novidades?”

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).