Estudantes da Bahia apresentam projetos na maior Feira de Ciências e Engenharia do país

Aluna da rede estadual da Bahia apresenta trabalho contra infestação do mosquito aedes aegypti.

Aluna da rede estadual da Bahia apresenta trabalho contra infestação do mosquito aedes aegypti.

Projetos de iniciação científica e inovadores desenvolvidos, em sala de aula por estudantes da rede estadual de ensino, serão apresentados durante a 15ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que acontece a partir desta segunda-feira (20/03/2017) até o dia 27/3, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). As produções serão compartilhadas com outros estudantes e profissionais das áreas das Ciências e Engenharia de diferentes regiões do Brasil.

As produções de iniciação científica buscam obter soluções criativas e eficientes para problemas existentes na sociedade. Alguns dos projetos foram elaborados no âmbito do Projeto Ciência na Escola e outros, por incentivo da Rede de Educação Profissional da Bahia, através da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

A estudante Ailana Kely de Souza, 19, do curso técnico em Biocombustíveis, do Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira (CEEP), localizado em Ilhéus, no Sul do Estado, conta que está animada para apresentar o projeto “Análise físico-química e sensorial da farinha de aipo: uma nova alternativa alimentar para os celíacos”. “É a primeira vez que viajo de avião para outro Estado e vai ser uma experiência marcante, porque vou adquirir novos conhecimentos, passar um pouco do que aprendi e fazer contatos com profissionais”, afirma a estudante, que embarcará, neste domingo (19), acompanhada por sua professora e orientadora Margarete de Araújo.

A pesquisa foi desenvolvida juntamente com sua colega Rayanne Benevides Santos, 18, que não poderá viajar, mas está torcendo para o projeto ser um dos premiados. “Nosso projeto tem o objetivo de comprovar a eficácia da farinha de aipo e introduzir o produto em uma dieta saudável, assim como analisar os componentes químicos, realizar testes sensoriais e criar uma receita de biscoito, utilizando essa farinha para as pessoas que apresentam intolerância ao glúten”, explica a estudante.

Os outros projetos que terão destaque na feira são: “Biomassa de banana verde como fonte alternativa de alimentação – II Fase”, do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande (CETEP), localizado em Barreiras; “O uso de agrotóxicos na agricultura familiar miguelense: uma relação entre PIBIC e escola”, do Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas, de São Miguel das Matas; “Toxicidade de plantas medicinais em larvas do mosquito Aedes Aegypti”, do Colégio Estadual Geovania Nogueira Nunes, de Itatim e o  “Voice Amplifier: Amplificador de voz de baixo custo, para professor da rede pública de ensino”, produzido pelos estudantes do Colégio Estadual César Borges, do município de Valente.

De acordo com a coordenadora geral do Programa Ciência na Escola, Shirley Costa, esta é uma grande oportunidade para os estudantes. “A participação deles na FEBRACE amplia o campo de produção do conhecimento, valida seus percursos de pesquisa e os incentiva a desenvolver novos projetos” afirma.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br