TJBA aprova ‘Moção de Pesar’ em memória do cardeal Dom Paulo Evaristo Arns

O arcebispo emérito de São Paulo, Cardeal Paulo Evaristo Arrns, morreu aos 95 anos.

O arcebispo emérito de São Paulo, Cardeal Paulo Evaristo Arrns, morreu aos 95 anos.

O presidente da Comissão Temporária de Igualdade, Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos Humanos do Tribunal de Justiça da Bahia (CIDIS – TJBA), desembargador Lidivaldo Reaiche Raimundo Britto, propôs ‘Moção de Pesar’ em memória do cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, Arcebispo Emérito da Arquidiocese de São Paulo, citando a trajetória do clérigo, marcada pela defesa dos direitos humanos durante a ditadura militar e pela retomada da democracia.

A moção foi aprovada na sexta-feira (16/12/2016), à unanimidade do pleno do Tribunal de Justiça. Aderiu expressamente o diretor da Secretaria de Convênios da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), desembargador Baltazar Miranda Saraiva.

O arcebispo emérito de São Paulo, Cardeal Paulo Evaristo Arrns, morreu na tarde de quarta-feira (14/12/2016). O cardeal estava com 95 anos e seguia internado no Hospital Santa Catarina, em São Paulo, desde o dia 28 de novembro com problemas pulmonares.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]