Senadora Lídice da Mata nega envolvimento em atos de corrupção apontados por delator da Odebrecht

Lídice da Mata: registro que o próprio delator reconhece não ter sido atendido por mim.

Lídice da Mata: registro que o próprio delator reconhece não ter sido atendido por mim.

Em nota divulgada no sábado (10/12/2016), a senador Lídice da Mata (PSB/BA) negou qualquer tipo de envolvimento escuso com a Organização Odebrecht e destacou que em 36 anos de vida pública jamais foi registrado qualquer atitude que macule a ética.

Confira o teor na nota

Minha vida política sempre foi pautada pela ética e transparência. São 36 anos de atuação pública sem qualquer atitude que macule a ética que defendo. Não tenho e nunca tive qualquer tipo de negócios com a Odebrecht ou qualquer outra empresa. Todas as doações de campanha que recebi foram dentro da legalidade e devidamente declaradas conforme pode ser comprovado na prestação de contas disponível no site do TSE/TRE-BA. Em cargos que ocupei minha idoneidade pode ser comprovada por nenhum aumento de patrimônio. Em função das últimas notícias tenho atendido a todos os jornalistas que estão me procurando diretamente ou via Assessoria.

Na sexta-feira (09/12/2016), inclusive, conversei por telefone com a Revista Veja que me procurou tão logo as primeiras informações começaram a ser divulgadas. Numa questão séria como essa é preciso prestar um serviço à população e informar quais doações foram feitas em conformidade com a legislação e diferenciar das “propinas” que caracterizam troca de favores. Nossa atuação é honesta e às claras. E registro que o próprio delator reconhece não ter sido atendido por mim. Espero que tudo seja esclarecido rapidamente.  Continuarei representando e defendendo a Bahia de cabeça erguida.

Lídice da Mata, Senadora (PSB-BA)

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]