Manifestantes realizam em Feira de Santana ato contra os projetos do governo federal

Nesta terça-feira (13/12/2016), data prevista para a votação, em segundo turno, no Senado, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, as ruas de Feira de Santana serão novamente ocupadas por representantes de entidades e movimentos sociais, incluindo a Adufs, em protesto contra os projetos do governo federal. A concentração está marcada para às 9h, em frente à Prefeitura Municipal. Manifestações também ocorrerão em diversos estados do país.

A proposta é denunciar as desastrosas consequências da PEC 55, responsável por congelar por 20 anos investimentos em políticas sociais, como a saúde e a educação, que já recebem recursos insuficientes para atender a demanda da população, e dos demais ataques em curso pelo governo Michel Temer, a exemplo da reforma da Previdência (através da PEC 287) e da reforma do Ensino Médio (imposta pela Medida Provisória 74).

Ainda durante o ato, mais uma vez, será cobrado dos senadores o compromisso com a defesa da pauta dos trabalhadores e estudantes. No dia 29 de novembro, data da votação, em primeiro turno, no Senado, da PEC 55, dois dos três parlamentares baianos presentes à sessão na Casa foram favoráveis à proposta e, portanto, contrários o povo.

Frente ao atual cenário, a diretoria da Adufs entende que a mobilização do dia 13 de dezembro é mais um importante espaço para reafirmação da posição e resistência dos trabalhadores e estudantes que, unificados, lutam contra o retrocesso do governo federal. Em Feira de Santana, os atos públicos vêm sendo discutidos através de plenárias de entidades, que ocorrem periodicamente. Uma nova reunião será realizada hoje (12), às 18h, no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, para finalizar os detalhes do protesto.

A mobilização a ser realizada no município integra os atos construídos regionalmente nos estados e na capital federal, onde ocorrerá uma vigília em frente ao Congresso Nacional. Em Brasília, cerca de trinta mil manifestantes protagonizaram uma pacífica marcha nacional, no dia 29 de novembro, contra a PEC 55. No entanto, ao chegarem na Esplanada dos Ministérios foram duramente reprimidos e covardemente atacados pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e pela Polícia Legislativa com tiros de balas de borracha, spray de pimenta, bombas de gás lacrimogênio, pancadaria e prisões.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]