Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural confirma reconhecimento imaterial do artesanato do Centro de Abastecimento de Feira de Santana

Deputado José Cerqueira Neto (Zé Neto) informa aos permissionários do Centro de Abastecimento de Feira de Santana que Estado reconhece valor imaterial das práticas e fazeres dos artesãos.

Deputado José Cerqueira Neto (Zé Neto) informa aos permissionários do Centro de Abastecimento de Feira de Santana que Estado reconhece valor imaterial das práticas e fazeres dos artesãos.

Artesanato do Centro de Abastecimento de Feira de Santana é reconhecido pelo Estado.

Artesanato do Centro de Abastecimento de Feira de Santana é reconhecido pelo Estado.

Trabalhadores que há mais de 40 anos exercem o seu ofício no Centro de Abastecimento, especialmente os do setor de a artesanato, receberam uma boa notícia neste Natal. No último dia 23 de dezembro, através do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, o IPAC, o Governo do Estado assegurou o reconhecimento imaterial das práticas e fazeres dos artesãos do Centro.

Numa atitude considerada incoerente pelo deputado estadual Zé Neto (PT), a Prefeitura Municipal de Feira de Santana tinha contestado a decisão do IPAC. A gestão municipal alegou que não existia necessidade da valoração imaterial relacionada aos homens e mulheres que, com o seu trabalho no Centro de Abastecimento, mantém viva a nossa cultura sertaneja.

Apesar da contestação da Prefeitura, ficou mantido pelo IPAC o que já havia sido pesquisado e discutido pelos técnicos: o reconhecimento imaterial do artesanato do Centro de Abastecimento de Feira de Santana.

“É um momento de extrema alegria para aqueles que lá trabalham e também para todos que defendem a cultura feirense. Apesar disso, sei que ainda não é uma vitória definitiva, visto que a Prefeitura vai tentar, a todo custo, tirar os artesãos do seu local de trabalho. Reafirmo ainda mais o meu compromisso de lutar pela preservação histórica dos nossos valores e, principalmente pelos artesãos do Centro”, afirma o deputado Zé Neto.

Ao recordar que já trabalhou no Centro de Abastecimento aos 15 anos de idade em um restaurante com seus tios Zé do Leite e Dulce, Zé Neto lembra muito bem e entende o que é comercializar produtos naquela área. “Espero que o diálogo e o bom senso vençam, para que seja feito o melhor para a cidade e a cultura da nossa Feira de Santana”, declara.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]