XL Fórum Nacional dos Juizados Especiais cncerra encontro com divulgação da Carta de Brasília

Encerramento do XL Fonaje foi marcado pela escolha de novo presidente e divulgação de carta.

Encerramento do XL Fonaje foi marcado pela escolha de novo presidente e divulgação de carta.

Encerrado na sexta-feira (18/11/2016), em Brasília, o XL Fórum Nacional dos Juizados Especiais (XL FONAJE) reuniu magistrados de todo o país com o objetivo de discutir melhorias no sistema dos juizados especiais, visando ao aprimoramento da prestação jurisdicional. Como resultado, foi divulgada a Carta de Brasília.

Durante o Fórum, ocorreu a apresentação do painel ‘O Sistema dos Juizados Especiais no Contexto Normativo Atual: Desafios e Soluções’, e foi realizada a eleição da nova diretoria do FONAJE, da qual foi escolhida como presidente a juíza Maria do Carmo Honório, do Tribunal de Justiça de São Paulo. Na ocasião, a magistrada, que é a atual Vice-Presidente do FONAJE, declarou: “Estou coroando uma trajetória de 20 anos no sistema dos juizados especiais, que considero o mais adequado para solucionar os conflitos da sociedade contemporânea”. Os juízes do TJDFT Aíston Henrique de Sousa e Margareth Cristina Becker também irão integrar a direção do FONAJE.

O atual Presidente do FONAJE, juiz Jones Figueiredo, do Tribunal de Justiça de Pernambuco, lembrou que “o FONAJE serve como voz ativa instrumentalizadora da garantia da jurisdição dos juizados especiais” e ressaltou que “o trabalho dos juizados  especiais busca efetivar a Jurisdição em si mesma e colocá-la mais perto do cidadão”.

No encerramento, o juiz Pedro Yung-Tay Neto, magistrado que coordenou o trabalho do grupo dos juizados criminais falou, em nome do TJDFT, da alegria e satisfação da Justiça do DF em sediar o XL FONAJE. O estado de Rondônia será palco do próximo encontro do FONAJE.

Confira ‘Carta de Brasília – XL FONAJE’

Os magistrados dos Juizados Especiais do Brasil, reunidos no XL Encontro do Fórum Nacional de Juizados Especiais – FONAJE, nos dias 16, 17 e 18 de novembro de 2016, em Brasília, Distrito Federal, sob o tema “Os Novos Desafios dos Juizados Especiais”, vêm a público para:

  1. Reafirmar a necessidade de resgate e aplicação dos critérios informadores do Sistema dos Juizados Especiais (art. 2º da Lei 9.099/1995), combatendo a ordinarização dos procedimentos do Sistema de Juizados Especiais;
  2. Exortar os magistrados, notadamente os que passarem a integrar o Sistema de Juizados Especiais e as respectivas Turmas Recursais, para que apliquem efetivamente os critérios informadores do Sistema (art. 2º da Lei 9.099/1995);
  3. Preconizar aos integrantes das Turmas de Uniformização e de Turmas Recursais que observem a norma contida na segunda parte do art. 46 da Lei 9.099/1995, privilegiando o julgamento por súmula;
  4. Concitar os Tribunais de Justiça a envidar esforços para que sejam implementadas funcionalidades nos sistemas eletrônicos, com o propósito de assegurar a observância da oralidade nos atos processuais;
  5. Conclamar os Tribunais de Justiça que criem mecanismos eficazes de gestão de demandas repetitivas.

Brasília, 18 de novembro de 2016.

Outras publicações

Juízes e membros do MP fazem ato contra mudanças em pacote anticorrupção Ato em São Paulo contra o PL de abuso de autoridade. Juízes, desembargadores e membros do Ministério Público fizeram um ato hoje (01/12/2016) nos fó...
Rui Barata Filho é um dos nomes da lista tríplice para juiz efetivo do TRE Bahia Advogado Rui Barata Filho faz parte da lista tríplice para indicação ao TRE Bahia. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) elegeu na manhã desta sext...
Eleições 2016: doações de beneficiários do Bolsa Família superam R$ 15 milhões Ministro Gilmar Mendes (D) entrega ao ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, dados sobre doadores de campanha que aparecem como b...

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.