Valor da pizza com vários sabores não deve ser cobrado pela mais caro, afirma Procon de Feira de Santana

Suzana Mendes.

Suzana Mendes.

O Procon de Feira de Santana vai ficar atenta, e punir, a prática adotada pelos donos de pizzarias de fixar o preço de uma pizza por aquela de valor maior, quando da mistura de sabores.

A superintendente do órgão, Suzana Mendes, afirma que este tipo de cobrança é abusiva e prejudicial ao consumidor. Os estabelecimentos que assim se portarem serão notificados. A fiscalização já começa nesta semana.

Ela ainda disse que a maneira correta de estabelecer o preço final é a média cobrada entre os sabores e não estabelecer a mais cara como parâmetro. Todos os estabelecimentos devem se adequar as normas.

Suzana Mendes orienta para que os consumidores guardem as notas fiscais das compras de pizzas, que podem ser provas dos abusos. Os fiscais também analisarão panfletos promocionais distribuídos pelas pizzarias.

As empresas que forem notificadas terão cinco dias para se adequarem às determinações. Aquelas que não respeitarem as normas poderão ser multadas entre R$ 5 e R$ 10 mil, a depender do tamanho do negócio.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br