PRB vota pela aprovação do relatório ao projeto anticorrupção

Deputados João Campos, Márcio Marinho e Celso Russomanno.

Deputados João Campos, Márcio Marinho e Celso Russomanno.

O Partido Republicano Brasileiro votou pela aprovação do substitutivo apresentado pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), na noite desta quarta-feira (23/11/2016), ao projeto anticorrupção (PL 4850/16). O parecer aprovado na comissão especial por 30 votos foi discutido durante todo o dia pelos representantes do partido no colegiado, os deputados João Campos (PRB-GO) e Celso Russomanno (PRB-SP).

O líder Márcio Marinho destacou a atuação dos republicanos nos trabalhos. “Campos e Russomanno votaram SIM para o Brasil para que possamos ter dias melhores. Estamos atentos aos anseios da sociedade e queremos passar o Brasil a limpo”, disse o líder que foi acompanhado por Celso Russomanno. “O PRB trabalha para combater a corrupção. É isso que estamos fazendo aqui durante horas e horas, dias e dias. Estou certo de que fizemos um bom trabalho para tirar o país dessa lama da corrupção”, acrescentou.

Na avaliação do deputado João Campos, o Brasil será outro com essas ferramentas de enfrentamento a corrupção. “Quero cumprimentar o relator que conduziu esses trabalhos com muito equilíbrio e imprimiu velocidade realizando audiências públicas terça, quarta e quinta para que pudéssemos ouvir o maior número de especialistas possíveis. Merece, portanto, os nossos aplausos”, afirmou.

O relator manteve a transformação de corrupção que envolve valores superiores a 10 mil salários mínimos em crime hediondo; o escalonamento de penas de acordo com os valores desviados; a possibilidade de pessoas denunciarem crimes e serem recompensadas por isso, a criminalização do enriquecimento ilícito de funcionários públicos, além de tornar mais fácil o confisco de bens de criminosos.

Entre outras medidas, o texto de Lorenzoni mantém como crime o caixa dois eleitoral, além de medida que não estava prevista no seu relatório anterior: a criminalização do eleitor que vender o voto.

Outras publicações

Câmara Federal regulamenta profissão de paralegal para bacharéis em Direito Deputado Fabio Trad (PMDB-MS) limitou a dois anos o trabalho do bacharel, após esse prazo o advogado terá de fazer o exame da OAB. A Comissão de Con...
Deputados federais aprovam projeto que criminaliza denúncia falsa contra candidato O Plenário da Câmara dos Deputados PL 1978/2011 que tipifica o crime de denunciação caluniosa com finalidade eleitoral.19 O Plenário aprovou nesta q...
Eleições 2016: deputado José de Arimateia avalia desempenho do PRB na Bahia como positivo e diz que partido faz parte das bases dos governos municipais de Salvador e Feira de ... Ana Cristina e José de Arimateia durante lançamento da Semana de Conscientização e Proteção dos Direitos dos Animais em Feira de Santana. Deputado co...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br