Operação Quali: sete pessoas foram presas em Salvador e Lauro de Freitas suspeitas de fraudar licitações do setor gráfico

Promotores comentam sobre a Operação Quali.

Promotores comentam sobre a Operação Quali.

Sete pessoas foram presas na manhã de hoje (28/11/2016) e outras sete conduzidas coercitivamente durante a ‘Operação Quali’, deflagrada pelo Ministério Público da Bahia para desarticular uma organização criminosa envolvida com a prática de fraudes em licitações na área de impressos gráficos.

Um dos mandados de prisão foi cumprido na cidade de Aracaju e os outros seis na capital baiana. Também foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão nos municípios de Salvador e Lauro de Freitas, sendo apreendidos diversos documentos. A “Operação Quali” é resultado de uma investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do MP (Gaeco) com o apoio do Departamento de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil (Draco) e do Centro de Operações Especiais (COE), da Polícia Civil.

A operação teve como alvo empresas de impressos gráficos que formavam cartel para vencer licitações, na modalidade de pregão presencial, a preços superfaturados em órgãos públicos estaduais e municipais. As empresas combinavam de ingressar nos processos licitatórios, ajustando as propostas de preço entre si, de forma que sempre ganhasse a eleita pelo cartel com um valor superfaturado, sendo o valor dividido entre elas posteriormente.

Segundo as investigações, há indícios de que o cartel age há mais de 20 anos em todo o estado da Bahia e o superfaturamento gira em torno de 20% do valor do serviço, resultando em um prejuízo de milhões de reais aos cofres públicos.

A “Operação Quali”, iniciada há aproximadamente três anos, envolveu um total de 23 promotores de Justiça e 63 policiais civis. Os resultados da Operação foram apresentados em entrevista coletiva na manhã de hoje na sede do MP, em Nazaré.

Outras publicações

Iniciadas visitas do programa “O MP e os Objetivos do Milênio” em São Gonçalo dos Campos Vista aérea de São Gonçalo dos Campos. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia) Uma equipe de promotores e servidores do Ministério Público esta...
MPBA ajuíza ação contra Ebal e Atacadão por porprecárias condições de armazenamento dos produtos As precárias condições de armazenamento e de conservação dos produtos comercializados na Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) e pelo Atacadão motivaram ...
STF nega pedido de trancamento de ação penal contra promotor de justiça do Ministério Público da Bahia; Almiro Sena Soares Filho é acusado de assédio Almiro Sena Soares Filho é acusado de assédio. A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão nesta terça-feira (06/12/2016), indefer...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br