Operação Donum: PF combate crimes eleitorais em Candeias; vereador e cabos eleitorais compravam voto a R$ 100

O nome da Operação Donum, em latim, significa presente, brinde, donativo, em alusão ao valor pago aos eleitores que votaram no candidato. Faz referência a compra de votos por candidatos e cabos eleitorais.

O nome da Operação Donum, em latim, significa presente, brinde, donativo, em alusão ao valor pago aos eleitores que votaram no candidato. Faz referência a compra de votos por candidatos e cabos eleitorais.

A Polícia Federal, juntamente com o Ministério Público Eleitoral, deflagrou hoje (17/11/2016) a Operação Donum, que visa apurar crimes de corrupção eleitoral no município de Candeias.

Cerca de 15 policiais federais cumprem 6 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 127ª Zona Eleitoral em Candeias.

Os alvos são estabelecimentos comerciais e residências de cabos eleitorais e de um vereador eleito, sobre o qual recaem suspeitas de que teria realizado compra de votos, pagando cerca de R$100 para cada eleitor aliciado. Caso a suspeita venha a ser confirmada, os envolvidos podem pegar 4 anos de reclusão, além da cassação do mandato.

O nome da Operação Donum, em latim, significa presente, brinde, donativo, em alusão ao valor pago aos eleitores que votaram no candidato.

Confira vídeo

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br