Governador Rui Costa quer ampliar relações da Bahia com a Alemanha

Governador Rui Costa em audiência com presidente do Parlamento Alemão, Sr. Norbet Lamert e o Embaixador da Alemanha no Brasil, Sr. Georg Witschel.

Governador Rui Costa em audiência com presidente do Parlamento Alemão, Sr. Norbet Lamert e o Embaixador da Alemanha no Brasil, Sr. Georg Witschel.

O governador Rui Costa recebeu, nesta quarta-feira (16/11/2016), uma comitiva composta pelo presidente do Parlamento alemão, Nobert Lammert, pelo embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, e pela consulesa honorária da Alemanha em Salvador, Petra Schaeber. O desenvolvimento de novas parcerias, inclusive na área educacional, foi um dos assuntos discutidos no gabinete do governador, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). De acordo com Rui, a troca de experiências entre os gestores baianos e alemães é produtiva. “É uma forma de saber como as nações mais antigas [como a Alemanha] resolveram seus problemas”.

No encontro, o governador também entregou ao parlamentar alemão um atlas com informações detalhadas sobre a vocação baiana para produção de energia eólica, além de chocolates orgânicos produzidos no estado. “Aqui na Bahia, fazemos questão de informar nas embalagens o percentual de cacau que o chocolate tem. Quanto mais cacau, mais saudável”, explicou Rui.

Ações conjuntas nas áreas educacional e cultural também deverão ser firmadas pelos representantes da Bahia e da Alemanha. De acordo com o secretário da Educação, Walter Pinheiro, as parcerias poderão ser promovidas por meio de intercâmbios e na absorção de novas técnicas e tecnologias voltadas à área educacional, inclusive nas escolas e universidades estaduais. “Já temos na Bahia a parceria de algumas universidades privadas com a Alemanha”, informou Pinheiro.

Intercâmbio cultural

Para abrigar artistas de todo o mundo por um período de seis a oito meses, será inaugurada nesta quarta (16), no Instituto Goethe, no Corredor da Vitória, em Salvador, a primeira casa do programa de Residências Vila Sul. Caberá ao instituto fazer a mediação dos artistas estrangeiros e locais para a troca de conhecimentos e experiências. Ao longo deste ano, 12 artistas tiveram a possibilidade de participar do programa na capital baiana de forma experimental.

Também presente na reunião, o secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, frisou que “o Instituto Goethe sempre cumpriu um papel relevante para a cultura baiana em Salvador. Na década de 70, ele foi o grande abrigo dos artistas que não tinham onde mostrar sua arte, onde se expressar. Ali formou-se uma verdadeira geração [de artistas]”.

Outras publicações

Operação de segurança para o Carnaval contará com mais de 23 mil policias na Bahia Governador Rui Costa conhece equipamentos usados durante a segurança do carnaval 2015. Os foliões que vão curtir o Carnaval na Bahia contarão com um...
Bahiatursa se manifesta em relação à ordem de demolição das barracas de praia de Porto Seguro Diogo Medrado, superintendente da Bahiatursa. A Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) manifesta preocupação em relação ao turismo de P...
Conjunto de ações do Governo da Bahia beneficia mulheres baianas Governo implementa política de assistência a mulher. Para chamar a atenção ao Dia Internacional de Ação pela Saúde da Mulher e Dia Nacional pela Red...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br