Discurso de Hillary Clinton, ao reconhecer derrota eleitoral na candidatura a presidente dos Estados Unidos da América

Hillary Clinton: sei como vocês estão decepcionados, porque é como eu também me sinto e como se sentem dezenas de milhões de americanos que investiram seus sonhos e suas esperanças neste esforço.

Hillary Clinton: sei como vocês estão decepcionados, porque é como eu também me sinto e como se sentem dezenas de milhões de americanos que investiram seus sonhos e suas esperanças neste esforço.

Na quarta-feira (09/11/2016), a democrata Hillary Clinton fez, em Nova York, o primeiro discurso após a derrota para Donald Trump na eleição presidencial estadunidense

Confia o discurso

Muito obrigada a vocês todos. Obrigada. Obrigada.

É um grupo muito ruidoso. Obrigada, meus amigos. Obrigada, obrigada, muitíssimo obrigada por estarem aqui, e eu também amo vocês todos.

Ontem à noite felicitei Donald Trump e me ofereci para trabalhar com ele pelo bem de nosso país. Espero que ele seja um presidente bem-sucedido para todos os americanos. Este não é o resultado que desejávamos ou pelo qual trabalhamos tão arduamente, e lamento que não tenhamos vencido esta eleição, pelos valores que compartilhamos e a visão que temos para nosso país.

Mas sinto orgulho e gratidão pela campanha maravilhosa que erguemos juntos, esta campanha vasta, diversa, criativa, desregrada, energizada. Vocês representam o que a América tem de melhor, e ser sua candidata foi uma das maiores honras de minha vida.

Sei como vocês estão decepcionados, porque é como eu também me sinto e como se sentem dezenas de milhões de americanos que investiram seus sonhos e suas esperanças neste esforço. Isto é doloroso e continuará a ser doloroso por muito tempo, mas quero que vocês se lembrem disto: nossa campanha nunca girou em torno de uma pessoa nem mesmo uma só eleição. Foi feita para o país que amamos, com a ideia de construir uma América esperançosa, inclusiva e generosa.

Constatamos que nossa nação está mais profundamente dividida do que pensávamos. Mas eu ainda acredito na América e sempre acreditarei. E, se vocês acreditarem, então precisamos aceitar este resultado e olhar para o futuro. Donald Trump vai ser nosso presidente. Temos o dever de encará-lo de mente aberta e dar-lhe a chance de liderar.

Nossa democracia constitucional consagra a transferência pacífica do poder, e nós não apenas respeitamos isso como o valorizamos profundamente. Ela também consagra outras coisas: o estado de direito, o princípio de que todos temos direitos e dignidade iguais, a liberdade religiosa e de expressão. Respeitamos a valorizamos estes valores, também, e precisamos defendê-los.

Agora -e, permitam-me acrescentar, nossa democracia constitucional exige nossa participação, não apenas a cada quatro anos, mas o tempo todo. Por isso, façamos tudo o que pudermos para continuar a promover as causas e os valores que nos são caros; para fazer nossa economia funcionar não apenas para aqueles que estão no topo, para proteger nosso país, proteger nosso planeta e romper todas as barreiras que impedem qualquer americano de realizar seus sonhos.

Passamos um ano e meio reunindo milhões de pessoas de todos os cantos de nosso país para dizer com uma só voz que todos acreditamos que o sonho americano é grande o suficiente para abarcar a todos -pessoas de todas as raças e religiões, homens e mulheres, imigrantes, pessoas LGBT, pessoas com deficiências. Todos.

Então agora, nossa responsabilidade como cidadãos é continuarmos a fazer a nossa parte para construir essa América melhor, mais forte e mais justa que buscamos. E sei que vocês o farão.

Sinto profunda gratidão por estar com todos vocês. Quero agradecer a Tim Kaine e Anne Holton por serem nossos parceiros nesta jornada.

Tem sido uma alegria conhecê-los melhor, e o fato de saber que Tim vai continuar na linha de frente de nossa democracia, representando a Virgínia no Senado, me reconforta e me dá grande esperança.

A Barack e Michelle Obama, nosso país tem uma enorme dívida de gratidão com vocês.

Nós os agradecemos por sua liderança digna e resoluta, que significou tanto para muitos americanos e pessoas em todo o mundo.

E para Bill e Chelsea, Marc, Charlotte, Aidan, nossos irmãos e nossa família inteira, meu amor por vocês significa mais do que jamais conseguirei exprimir. Vocês atravessaram este país de ponta a ponta por nós e me reergueram nas horas em que eu mais precisei disso -até Aidan, de quatro meses, que viajou com sua mãe.

Serei grata para sempre aos homens e mulheres criativos, talentosos e dedicados de nossa sede de campanha no Brooklyn e em todo nosso país.

Vocês se jogaram de coração nesta campanha. Para alguns de vocês que são veteranos, foi uma campanha depois de vocês já terem lutado em outras campanhas. Para alguns de vocês, foi sua primeira campanha. Quero que cada um de vocês saiba que vocês fizeram a melhor campanha que qualquer pessoa poderia ter esperado ou desejado.

E, aos milhões de voluntários, lideranças comunitárias, ativistas e sindicalistas que bateram em portas, conversaram com vizinhos, publicaram posts no Facebook, mesmo em sites secretos e particulares do Facebook.

… Quero que todos se mostrem e garantam que suas vozes sejam ouvidas daqui em diante.

A todos que enviaram contribuições, algumas de apenas US$5, e que nos mantiveram funcionando, obrigada. Obrigada da parte de todos nós.

E aos jovens, em especial, espero que vocês ouçam isto. Como Tim disse, passei toda minha vida adulta lutando pelos valores em que acredito. Tenho tido êxitos e tenho tido revezes. Às vezes alguns revezes realmente dolorosos. Muitos de vocês estão no início de suas carreiras profissionais, públicas e políticas. Também vocês terão êxitos e revezes.

Esta derrota dói, mas por favor nunca deixem de acreditar que vale a pena lutar pelo que é certo.

Vale a pena, sim.

Por isso, precisamos que vocês levem essas lutas adiante agora e pelo resto de suas vidas.

A todas as mulheres, especialmente as mulheres jovens, que depositaram sua confiança nesta campanha e em mim, quero que vocês saibam que nada me deu orgulho maior que ser sua defensora.

Eu sei, eu sei que ainda não quebramos aquele telhado de vidro mais alto e mais duro de todos, mas algum dia alguém o fará, e esperemos que isso aconteça em menos tempo do que talvez estejamos antevendo neste momento.

E, a todas as garotinhas que estiverem assistindo, nunca duvidem que vocês são valiosas, são poderosas e merecem todas as chances e as oportunidades no mundo para correr atrás de seus sonhos e realizá-los.

Finalmente, sou tão grata a nosso país e a tudo que ele me deu. Todo dia eu me sinto abençoada por ser americana. E ainda acredito tão profundamente quanto sempre que, se nos mantivermos unidos e trabalharmos juntos, respeitando nossas diferenças, com a força de nossas convicções e amor por esta nação, nossos melhores dias ainda estarão por vir.

Porque, sabe -vocês sabem, acredito que somos mais fortes juntos e que vamos avançar juntos. E vocês jamais, jamais devem se arrepender de lutar por isso. Vocês sabem, a Bíblia nos diz: “Não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos”.

Por isso, meus amigos, tenhamos fé uns nos outros, não nos cansemos, não nos desanimemos, pois há mais estações ainda por vir. E há mais trabalho a ser feito.

Sinto-me incrivelmente honrada e grata por ter tido esta oportunidade de representar a todos vocês nesta eleição consequente.

Que Deus os abençoe e que Deus abençoe os Estados Unidos da América.

*Tradução de Clara Allain e Google.

Outras publicações

‘Serei presidente de cada americano’, diz Donald Trump em primeiro discurso como presidente eleito dos EUA Donald Trump: Hillary trabalhou muito duro e por um longo período de tempo. Temos com ela uma grande dívida de gratidão pelos seus serviços a esse pa...
Produtos nacionais agradam comprador dos Estados Unidos Empresa de Miami se entusiasma com itens de alimentos e bebidas produzidos no Nordeste  Sucos de frutas tropicais, chocolate com 67% de cacau, cajuín...
Presidente Dilma Rousseff é destaque no site da Secretaria de Estado Norte-Americana Dilma Rousseff recebe a faixa presidencial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A posse da presidenta Dilma Rousseff hoje (1º/01/2011) em Bra...

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.