Campanha “Por um Brasil Justo pra Todos e pra Lula” é lançada em São Paulo

Ex-presidente Luiz Inácio da Silva participa do lançamento da campanha ‘Um Brasil Justo pra Todos e pra Lula’.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa do lançamento da campanha ‘Um Brasil Justo pra Todos e pra Lula’.

Advogados, juristas, profissionais da área da Cultura, intelectuais, jornalistas, economistas, educadores, estudantes, lideranças de movimentos sociais e sindicalistas se unem para lançar nesta quinta-feira (10/11/2016), em São Paulo (SP), a campanha “Por um Brasil Justo pra Todos e pra Lula”.

A iniciativa, que será lançada às 19h na Casa de Portugal, dará início a um amplo movimento pelo país e no exterior contra as perseguições ao ex-presidente Lula e em defesa da democracia.

O ato de lançamento contará com a presença do ex-presidente Lula, além do presidente nacional do PT, Rui Falcão; da presidenta do PCdoB, Luciana Santos; do presidente do PDT, Carlos Lupi; do presidente da Central Única dos Trabalhadores, Vagner Freitas; da presidenta da União Nacional dos Estudantes, Carina Vitral; do representante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Stédile; do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, e também dos juristas Celso Bandeira de Mello, Cristiano Zanin e do historiador Luiz Felipe de Alencastro.

Artistas e personalidades como Sérgio Mambertti, Laerte, Maria Casadevall, Pascoal da Conceição (o professor Abobrinha) e Chico Cesar já manifestaram apoio e divulgaram vídeos sobre a campanha.

Em manifesto, que está circulando para a coleta de assinaturas, a organização do movimento repudia a caçada judicial e midiática que vem sofrendo o ex-presidente Lula, alvo preferencial de denúncias inconsistentes e sem provas insufladas pelos grandes grupos de comunicação, por procuradores e pela Operação Lava Jato.  O movimento repudia também a criminalização de movimentos sociais. O documento já foi assinado por Chico Buarque, Paulo Betti, Paulo Sérgio Pinheiro, Fernanda Takai e Rogério Cerqueira Leite.

“Todos nós, que condenamos veementemente a corrupção, não podemos aceitar que o combate a esse grande mal dê vazão a outros seríssimos desvios. Não toleramos a criminalização dos movimentos sociais, os excessos e desmandos de setores do Judiciário, a institucionalização dos vazamentos para a imprensa de depoimentos que deveriam ser sigilosos, as prisões preventivas que se transformam em permanentes, as ações violentas das PMs contras as manifestações e os jovens nas periferias, e tantos outros atos que se multiplicam no nosso dia a dia e atemorizam quem não perde seu apreço pela democracia”, diz a organização do movimento.

Além de assinar o “Manifesto em Defesa da Democracia, do Estado de Direito e do ex-presidente Lula”, o movimento convida a todos para criar comitês de luta, escrever artigos e cartas para a imprensa, organizar atos, eventos, encontros, debates e seminários e compartilhar, reproduzir e distribuir os materiais de campanha.

Outras publicações

MPF Bahia recomenda a 42 municípios que regularizem o controle das máquinas agrícolas recebidas O Ministério Público Federal (MPF) em Guanambi/BA recomendou a 42 municípios baianos (confira a lista abaixo) a implantação do sistema de controle par...
Presidente Dilma Rousseff declara que demissões não vão pautar governo e crise financeira poderá durar mais tempo do que o esperado Dilma reclama do termo "faxina" e diz que demissões não vão pautar governo A presidenta Dilma Rousseff disse hoje que não vai pautar seu governo por ...
Ministro do STF dá 72 horas para que Câmara dos Deputados se manifeste em ação de Eduardo Cunha Eduardo Cosentino da Cunha responde a ações judiciais por corrupção. Eduardo Cunha recorre ao STF para suspender processo de cassação. O ministro Lu...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br