Eleições 2016: sete dos 20 atuais prefeitos de capitais vencem disputa já no primeiro turno

Macus Alexandre (PT) foi reeleito prefeito de Rio Branco (AC).

Macus Alexandre (PT) foi reeleito prefeito de Rio Branco (AC).

Dos 20 prefeitos de capitais que concorreram à reeleição este ano, 75% venceram a disputa no primeiro turno ou passaram para o segundo turno. Sete venceram no domingo (02/10/2016) os adversários no primeiro turno e oito disputarão o segundo turno no dia 30 de outubro.

Em Boa Vista (RR), a atual prefeita Teresa Surita (PMDB) venceu com 79,5% dos votos válidos, o maior percentual proporcional de votos entre os postulantes à reeleição. O atual prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), com quase 74% dos votos válidos, obteve o segundo maior percentual de votos dos prefeitos que tentaram a reeleição.

Além de Boa Vista e Salvador, se reelegeram no primeiro turno Firmino Filho (PSDB) em Teresina (PI), Macus Alexandre (PT) em Rio Branco (AC), Carlos Eduardo (PDT) em Natal (RN), Carlos Amastha (PSB) em Palmas (TO) e Luciano Cartaxo (PSD) em João Pessoa (PB).

Segundo Turno

Foram para o segundo turno os prefeitos de Manaus, São Luís, Recife, Fortaleza, Macapá, Vitória, Maceió e Belém. Na capital amazonense, Artur Virgílio Neto (PSDB) enfrentará Marcelo Ramos (PR). Em São Luís, a disputa envolverá Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Eduardo Braide (PMN), enquanto no Recife a disputa será entre Geraldo Júlio (PSB) e João Paulo (PT).

Em Fortaleza, o segundo turno ocorrerá entre Roberto Cláudio (PDT) e capitão Wagner (PR). Em Macapá, a eleição será disputada entre Clécio Luís (Rede) e Gilvan Borges (PMDB). Luciano Rezende (PPS) e Amaro Neto (SD) foram para o segundo turno em Vitória. Em Maceió, Rui Palmeira (PSDB) enfrentará Cicero Almeida (PMDB) e em Belém Zenaldo Coutinho(PSDB) e Edmilson (PSOL) brigarão pelo voto dos eleitores.

Cinco prefeitos não conseguiram votos para reeleição. São os casos dos atuais prefeitos de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), e de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Em Porto Velho (RO), Doutor Mauro (PSB) não estará à frente do Executivo municipal a partir do ano que vem, assim como Alcides Bernal (PP) em Campo Grande (MS) e João Alves (DEM) em Aracaju (SE).

Derrota política

No Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, apesar de não estarem na disputa, os atuais prefeitos Eduardo Paes (PMDB) e Márcio Lacerda (PSB), respectivamente, tiveram derrotas políticas, já que seus candidatos não conseguiram avançar nem mesmo para o segundo turno.

*Com informação da Agência Brasil.

Outras publicações

Eleições 2016 – Bahia: polícia registra 79 crimes eleitorais Polícia registra 79 crimes eleitorais na Bahia. A polícia baiana registrou, até as 16h30 deste domingo (02/10/2016), 79 ocorrências referentes a cri...
Eleições 2016 – Salvador: sete chapas concorrem à prefeitura; duas mulheres estão na disputa Vista aérea da periferia Salvador. População de maioria negra evidencia elevado nível de alienação política. Sete chapas concorrem nas eleições para...
Eleições 2016: O avanço dos evangélicos, agora também no Executivo Vitória de Marcelo Crivella no Rio é marco na trajetória de pastores na política brasileira. Segundo especialistas, conquista de prefeituras faz part...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br