Redução de fumantes pode ajudar a diminuir casos de câncer de mama na capital baiana

Dados do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer apontam que pessoas que fumam têm 10 vezes maior chance de desenvolver algum tipo de câncer.

Dados do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer apontam que pessoas que fumam têm 10 vezes maior chance de desenvolver algum tipo de câncer.

Dados do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer apontam que pessoas que fumam têm 10 vezes maior chance de desenvolver algum tipo de câncer quando comparadas com as não-fumantes. Isso porque o tabaco presente nos cigarros apresenta mais de 4,7 mil substâncias químicas, das quais 43 são carcinogênicas. Em Salvador, com o objetivo de reduzir o número de tabagistas e os agravos provocados pela prática, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) desenvolve durante todo o ano ações de conscientização da população soteropolitana através do Programa Municipal de Controle ao Tabagismo.

No total, 33 unidades de saúde na capital oferecem tratamento gratuito aos dependentes que desejam abandonar o vício. A iniciativa fez com que a cidade alcançasse o menor percentual de fumantes entre capitais brasileiras, com 4,6% de dependentes, fato que pode contribuir diretamente na redução da incidência de casos de câncer, inclusive, na mama. “O índice ou probabilidade de a mulher ter câncer de colo do útero, pulmão e mama diminui cerca de 60% quanto mais tempo a mulher deixa de fumar. Além disso, abandonar o hábito de uso do cigarro aumenta a qualidade de vida de qualquer indivíduo”, afirma Carla Geminiana, técnica do Programa de Combate a Doenças Crônicas não Transmissíveis e Tabagismo.

Redução – Esse ano já houve uma redução de 13% no número de mortes causadas por câncer de mama em Salvador. De janeiro a agosto, foram 182 óbitos, enquanto no mesmo período do ano passado 210 mortes foram contabilizadas. A quantidade de internações em decorrência de complicações ocasionados pelo câncer de mama também apresentou uma diminuição de 31% em comparação ao mesmo período do ano passado. São 1.791 internações registradas até julho de 2016 e, no ano passado, foram 2.585 procedimentos hospitalares. “Não temos um estudo que faça uma ligação direta entre a redução do número de fumantes com a diminuição dos casos de câncer de mama, mas como o tabagismo está no topo dos agentes cancerígenos, podemos esperar que numa população com cada vez mais pessoas mantendo hábitos saudáveis, implicará na redução das ocorrências de câncer”, pontuou Carla Geminiana.

Controle – Para inscrever-se no programa, o interessado deve comparecer em uma das unidades que possui o PMCT. Na oportunidade, é realizada uma entrevista para avaliar o grau de dependência. Em seguida, são indicados os dias para participar do grupo, que é aberto aos moradores de qualquer localidade, desde que sejam maiores de 18 anos.  O acompanhamento das pessoas que decidem participar do programa é feito por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, psicólogos, dentistas, enfermeiros e assistentes sociais, dentre outros especialistas.

O fumante participará de quatro encontros semanais, com o objetivo de conscientizá-lo a parar de fumar, seja de forma imediata ou gradativa. Além disso, será entregue ao participante folhetos informativos, explicando o motivo da dependência e como parar com o vício. Depois de estar devidamente orientado pela equipe, o usuário já poderá fazer uso do medicamento, que pode ser o adesivo ou a goma de nicotina, e nos casos mais graves, o remédio Bupropiona. Todos estes medicamentos podem ser adquiridos pelos participantes do PMCT nos postos de saúde da rede municipal. O próximo passo é a etapa de manutenção, onde os encontros deixam de ser feitos uma vez por semana e passam a acontecer a cada 15 dias, e depois uma vez por mês.

Outras publicações

‘O Canto da voz negra’ na caixa cultural de Salvador Shows dos baianos Aloísio Menezes, Márcia Short e Nadjane Souza exaltam a beleza da identidade afro-brasileira. A Caixa Cultural Salvador apresenta,...
MPF vai apurar se policiais rodoviários federais cometeram homicídio No último dia (08/12/2010), um desconhecido foi morto na Avenida Juracy Magalhães Júnior, após troca de tiros com os agentes da PRF. O Ministério Púb...
Policiamento ostensivo na Bahia será reforçado com 326 motocicletas O policiamento em Salvador, Região Metropolitana e interior da Bahia será reforçado, a partir desta segunda-feira (31/05/2010), com a aquisição de 326...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br