Hapvida chega a Feira de Santana e inaugura hospital Francisca de Sande

Com a geração de mais de uma centena de empregos diretos, o hospital Francisca de Sande é inaugurado num período em que a população do município aponta que a saúde é o principal problema, segundo pesquisa.

Com a geração de mais de uma centena de empregos diretos, o hospital Francisca de Sande é inaugurado num período em que a população do município aponta que a saúde é o principal problema, segundo pesquisa.

O Sistema Hapvida amplia sua atuação na Bahia. Agora, a partir de um investimento de mais de R$ 5 milhões, a operadora inaugura na cidade de Feira de Santana o novo Hospital Francisca de Sande. Com atendimento de urgência e emergência 24 horas, em Clínica Médica e Pediatria, e leitos de internação e cirúrgicos, a unidade hospitalar é a primeira da operadora no município e a segunda do Sistema Hapvida no Estado. Ao todo, o hospital da rede exclusiva emprega mais de 100 colaboradores diretos.

O Hospital é inaugurado num período em que, de acordo com a última pesquisa Ibope, divulgada no mês de agosto, 49% dos 504 entrevistados apontam que a saúde é o principal problema no município de Feira de Santana. Além disso, conforme uma análise feita pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), utilizando dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), do Ministério da Saúde, em maio deste ano, a Bahia era o quarto estado do País, e o primeiro do Nordeste, com maior perda de leitos de internação, entre os anos de 2010 e 2015. De acordo com a pesquisa, na Bahia, a área mais impactada com essa redução foi a Pediatria, que perdeu 910 leitos de internamento, nos últimos cinco anos. Os leitos cirúrgicos também merecem destaque, já que passaram de 6.064 unidades, em 2010, para 5.382, em 2015.

Instalado na Rua Professora Edelvira de Oliveira, número 140, no Centro, o Hospital Francisca de Sande inicia as atividades também com consultas com hora marcada em Ortopedia, além decentro cirúrgico, exames laboratoriais, de diagnóstico por imagem, como raio-X e ultrassom, e eletrocardiograma. De acordo com Cláudio de Simone, superintendente de Integração e Novos Projetos do Hapvida, o Hospital chega para atender as principais necessidades da região nas instalações do antigo Instituto de Oncologia da Bahia (ION). “Contamos com uma estrutura moderna, de qualidade, que foi desenhada para ser um hospital moderno e acolhedor”.

Como explica o superintendente, Feira de Santana foi escolhida pois converge com a filosofia do Sistema Hapvida de descentralizar o acesso à saúde de qualidade, mesmo que o cliente não more nos grandes centros urbanos. “Feira de Santana é uma cidade importante dentro do estado da Bahia, sendo um polo agregador de várias outras cidades. É um município com grande potencial de crescimento e o Hapvida acredita na região”, reforça.

Francisca de Sande

O nome do hospital é uma homenagem à enfermeira baiana Francisca de Sande que, pioneira na profissão no Brasil, dedicava-se a causas nobres. Quando a epidemia de febre amarela devastou a população nordestina (1680 e 1694), matando milhares de pessoas, Francisca esforçou-se no atendimento aos doentes. Sem receio de contaminar-se, saía pelas ruas, seguida por escravos, recolhendo doentes. Levava-os para sua casa, cujos vastos cômodos transformava em enfermaria. Quando os hospitais lotavam, os doentes eram transportados para a sua casa, a fim de receberem alimentação e medicamentos que ela própria manipulava.

Com a mesma coragem providenciava o sepultamento das vítimas, sem preocupar-se com recompensas ou agradecimentos. Informado sobre tamanha abnegação, o rei de Portugal escreveu-lhe para agradecer o altruísmo com que auxiliava os doentes, num reconhecimento público de seus méritos. Ao morrer, em 21 de abril de 1702, Francisca de Sande afirmou sentir-se feliz por cumprir seu dever de cidadã, servindo à pátria e aos mais necessitados.

Hapvida Saúde

Com mais de 3,3 milhões de beneficiários, o Hapvida é a maior operadora de saúde do Norte e Nordeste em número de clientes. Os números mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e constantes investimentos: são 17 mil colaboradores diretos envolvidos na operação de 21 hospitais, 71 clínicas médicas, 17 prontos atendimentos, 63 unidades de diagnóstico por imagem e 57 laboratórios com diversos postos de coleta distribuídos nos 11 estados onde a operadora atua com rede própria.

Outras publicações

Advogados de Feira de Santana afirmam que Fórum Filinto Bastos enfrenta problemas O setor de Distribuição do Fórum foi o tema mais discutido entre os advogados. Advogados feirenses discutiram, na tarde desta quarta-feira (21/08/20...
Atletas feirenses de jiu-jitsu da Gracie Barra recebem graduação Atletas da Gracie Barra ao lado do sensei Samuel Carvalho. Atletas feirenses de jiu-jitsu da Gracie Barra recebem graduação. A equipe de Jiu-jit...
Feira de Santana: eventos e presença de Paulo Souto marcam aniversário do prefeito José Ronaldo José Ronaldo de Carvalho comemora aniversário com a presença do candidato ao governo da Bahia, Paulo Souto. O aniversário do prefeito de Feira de Sa...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br