Grupo humorístico Porta dos Fundos faz paródia com atuação da Força-tarefa da Lava Jato; o trágico é representado quando a vida imita a comédia

Comédia fictícia do programa Porta dos Fundos encontra-se com a realidade fática da Força-tarefa da Lava Jato.

Comédia fictícia do programa Porta dos Fundos encontra-se com a realidade fática da Força-tarefa da Lava Jato.

É recorrente o uso de fatos reais como instrumento de releituras artísticas. Mas, trágico é quando a vida real imita a comédia. O que deveria ser engraçado, se torna invariavelmente trágico. Nesse aspecto, o vídeo-humorístico ‘Delação’, veiculado em 2 de abril de 2016, através do canal do Youtube da Porta dos Fundos, antecipa a patética atuação da força-tarefa da Lava Jato descrita na matéria ‘Lava-Jato recusa delação de ex-diretor próximo a Lula’, veiculada hoje (11/10/2016), no Jornal Folha de São Paulo.

A reportagem aborda a recusa da Força-tarefa em receber, pelos procuradores da Lava Jato e da Procuradoria-Geral da República, a delação premiada do ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar, um dos executivos da empreiteira mais próximos do ex-presidente Lula. A recusa é decorrente do fato do delator não confirmar as teses criminosas dos servidores públicos federais, contra o ex-presidente Lula.

Confira o vídeo produzido pelo grupo Porta dos Fundos

Baixe

Folha de São Paulo: Lava-Jato recusa delação de ex-diretor próximo a Lula

Outras publicações

Juiz Sérgio Moro diz que PF fez “afirmação leviana” ao citar ministro Dias Toffoli em investigação O juiz federal Sérgio Moro determinou hoje (14/11/20169) que a Polícia Federal (PF) refaça um relatório de inteligência no qual o ministro do Supremo ...
MPF denuncia 11 pessoas por fraude na obtenção de financiamentos pelo Banco do Nordeste Ministério Público Federal da Bahia. Os réus se passavam por pequenos produtores rurais e se apropriaram de R$ 150 mil destinados para promover o de...
MPF ajuíza ação para recuperar e conservar a APA Gruta dos Brejões, em Morro do Chapéu Ministério Público Federal - (MPF). A ação foi proposta contra o Estado da Bahia, a União, o Iphan, o Ibama, o ICMBio e o município, com o objetivo ...

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.