Governo da Bahia paga cerca de R$ 3,9 milhões para 5.554 policiais em prêmio por Desempenho Policial

 

Governo da Bahia paga cerca de R$ 3,9 milhões para 5.554 policiais em Prêmio por Desempenho Policial.

Governo da Bahia paga cerca de R$ 3,9 milhões para 5.554 policiais em Prêmio por Desempenho Policial.

O segundo Prêmio por Desempenho Policial (PDP) de 2016 – benefício utilizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Segurança Pública, como reconhecimento ao empenho dos policiais que conseguiram reduzir índices criminais nas suas áreas de atuação – pagará aproximadamente R$ 3,9 milhões, na folha especial de outubro. A lista com as unidades premiadas está publicada, na edição deste sábado (08/10/2016) do Diário Oficial do Estado.

Receberão gratificações os servidores que conseguiram alcançar, no primeiro semestre de 2016, comparado com o mesmo período do ano passado, a meta de redução de 6% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) – homicídio, latrocínio e lesão corporal dolosa seguida de morte. As unidades que atingiram decréscimos em números absolutos e a submeta (3 à 5,9%) também serão contempladas.

“Os números constatam que as polícias estão aprimorando as técnicas de combate à criminalidade e que, apesar das dificuldades, estão evoluindo na busca por Justiça”, garantiu Barbosa.

Outras publicações

Teixeira de Freitas registra redução de furtos e roubos de veículos Redução de furtos e roubos de veículos é registrado em Teixeira de Freitas. Ações da Secretaria da Segurança Pública, através das polícias Civil e M...
Criação de novos municípios no Estado da Bahia custariam 400 milhões aos cofres públicos Mapa dos Território de Identidade da Bahia. O Senado aprovou no dia 16 de outubro de 2013, o projeto de Lei Complementar N° 98/2002 que regulamenta ...
Salvador: CFA abre matrícula para o Laboratório de Música Popular III Laboratório de Música Popular tem inscrições abertas. Com duração de 8 semanas, a partir de (26/09/2016), as aulas começam em 26 de setembro de 2016...

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.