Festival Literário favorece formação de público leitor

Festival Literário.

Festival Literário.

Formar um público leitor foi o principal objetivo da Feira do Livro, evento já consolidado no calendário da cidade e promovido pela Universidade Estadual de Feira de Santana, com o apoio de algumas secretarias municipais e estaduais, entre outros órgãos. A cada edição o evento atrai um público mais significativo, com um crescimento considerável desde a sua primeira edição, em 2008. Este ano, estima-se a participação de um público de 90 mil pessoas, implicando num incremento em torno de 40% em relação a 2015. O evento foi encerrado neste domingo, (25/09/2016), na Praça João Barbosa de Carvalho, comumente chamada a Praça do Fórum.

“Ano passado contamos com uma visitação de 60 mil pessoas; nesta edição, todos os dias o fluxo tem sido enorme. Já estamos estimando em mais de 90 mil”, argumenta Ana Cristina Gonçalves da Silva, coordenadora geral da Feira.

E este público é bastante misto. O Festival Literário é frequentado por todas as faixas etárias, com uma participação bem representativa de alunos e professores das redes públicas e privadas de Feira de Santana e também da região. No fim de semana, de acordo com a coordenação do evento, é registrada uma participação maior de famílias.

“Vem gente de todas as faixas etárias, não só da cidade como dos distritos e de vários municípios da região, como Serrinha, São Gonçalo dos Campos, Conceição da Feira, entre outros”, destaca Ana Cristina.

Alunos e professores de 80 escolas municipais participaram do Festival até esta sexta-feira, 23: visitaram os stands, adquiriram livros por meio dos vales-livros e fizeram apresentações artísticas nos palcos montados, sempre enfocando a importância da leitura e da literatura.

“A Seduc investe na aquisição, seleção e distribuição dos vales-livros que beneficiam 3 mil alunos e 500 professores; são disponibilizados também ônibus para transportar diariamente um grupo significativo de estudantes, acompanhados dos educadores. As apresentações culturais não apenas mostram o resultado dos trabalhos realizados na escola como também difundem, valorizam, são atividades que mexem muito com a autoestima das crianças e dos educadores”, Luscilla Carvalho Lima, chefe da Divisão de Planejamento e Técnicas Pedagógicas.

Noêmia Simplício Franco Teixeira, coordenadora pedagógica da Escola Municipal Maria Amália Martins Daltro Coelho, que fica no distrito de Jaíba, acompanhou seus alunos do 1° e 2° anos. De acordo com a professora, a Feira é uma oportunidade incrível para construir o hábito da leitura nas crianças, uma porta para aprender mais. “Eles têm contato com diversas manifestações culturais da região e com os livros. Escolhem e compram seus próprios livros com o vale, para alguns deles é o primeiro contato com os livros. O que é importante para que desenvolvam a prática da leitura desde a infância”, explica.

Outras publicações

Presidente da Câmara anuncia seus candidatos para as eleições de 2010. Confira outras notícias da CMFS Presidente da Câmara anuncia seus candidatos para as eleições de 2010 O presidente da Casa Legislativa, vereador Antônio Carlos Passos Ataíde (DEM), ...
Feira de Santana: I Jornada de Cirurgia e Anestesia do HEC reúne profissionais de saúde de diversos estados do país O médico Vanzillota, ratificou. “Eventos como esse demonstram o compromisso do instituto com a comunidade. O futuro dessa unidade é certamente brilha...
Shopping Boulevard Feira de Santana: confira a programação do cinema de 04/03/2011 à 10/03/2011 Shopping Boulevard de Feira de Santana | O Orient Cineplace funciona todos os dias das: 14:00h às 21:20h.

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br