Eleições 2016 – Feira de Santana: derrotado no pleito, Tonhe Branco diz que vai disputar em 2020

Filiado ao PHS, Antonio Rodrigues Pedreira (Tonhe Branco) concorreu ao pleito municipal de 2016 através da coligação ‘Pra frente Feira’, formada pelo PTB, PRP, PV, PEN e PHS. O vereador não conseguiu ser reeleito, ficando 102º lugar, obtendo 563 votos.

Filiado ao PHS, Antonio Rodrigues Pedreira (Tonhe Branco) concorreu ao pleito municipal de 2016 através da coligação ‘Pra frente Feira’, formada pelo PTB, PRP, PV, PEN e PHS. O vereador não conseguiu ser reeleito, ficando em 102º lugar, obtendo 563 votos.

Em pronunciamento, na primeira sessão ordinária após as eleições (04/10/2016), na Casa da Cidadania, o edil Tonhe Branco (PHS) disse que se preocupou muito com o prefeito e alguns bairros da cidade, mas que não teve o retorno dessa consideração. Porém, garantiu que continuará lutando e trabalhando na política e será candidato em 2020.

“Se eu tivesse ouvido Lázaro, hoje eu seria vereador porque ele me deu suporte e disse que me queria com ele, mas fui para um partido ingrato que foi o PHS. Toda hora as pessoas me ligam para perguntar se estou morrendo com minha derrota, mas eu tenho um Deus que me serve. Me preocupei muito com o prefeito, enquanto ele não se preocupou comigo. Fiz muito pela Rua Nova, Campo Limpo, George Américo, por toda a Feira, mas dois deputados quiseram tirar minha reeleição. Sou perseverante, vou lutar mais uma vez e o povo que conhece Tonhe sabe que vou trabalhar para voltar em 2020. Como meu pai foi humilhado, eu fui massacrado. Muitas ruas que eu indiquei não foram pavimentadas e as que foram tiveram vários pais”, desabafou Tonhe.

E continuou. “Algumas ruas tiveram o serviço parado e quando eu perguntava diziam que o material tinha acabado. Mentira. Foi só para tirar minha reeleição. Aos que confiaram em mim, desde já agradeço. Sou um cara guerreiro, que vou lutar pelo interesse do povo. Não foi apenas eu quem perdeu, outros colegas também perderam. César postou um vídeo meu que tirou minha reeleição, fizeram uma crueldade, uma maldade comigo”, disse.

Para finalizar, o edil lembrou que buscou apoio de várias pessoas, mas não encontrou. “Procurei apoio de várias pessoas, inclusive as que eu dei título aqui, mas não consegui.  Consegui pavimentar ruas no Limoeiro e só tive 15 votos lá. No Aviário 15 ruas e só tive 124 votos. O mesmo aconteceu no Subaé e no Feira IX. Quero parabenizar os colegas que conseguiram a reeleição e aos novos que quando entrarem vão saber como o sistema aqui funciona”, findou.

Outras publicações

Eleições 2016 – Feira de Santana: campanha do deputado Zé Neto aborda investimentos dos governos Lula e Dilma no programa Minha Casa Minha Vida Vista aérea do Residencial Ecoville, empreendimento do programa Minha Casa Minha Vida implantado em Feira de Santana durante o governo Roussff. Em v...
Feira de Santana: vereador José Carneiro diz que prefeito José Ronaldo é uma das maiores lideranças da Bahia José Carneiro: não resta dúvida de que o nome da oposição ao Governo do Estado no interior baiano é o de José Ronaldo (DEM). Em discurso na tribuna ...
Eleições 2016 – Feira de Santana: juiz Cláudio Pantoja alerta para limites da propaganda eleitoral com uso de carro de som Claudio Santos Pantoja Sobrinho, juiz eleitoral da Comarca de Feira de Santana, alerta sobre uso indevido de carro de som para propaganda eleitoral. ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br