As incríveis cirurgias espirituais do Médium Aran e Doutor Fritz

Médium Kleber Aran

Médium Kleber Aran

Começam as cirurgias visíveis (invasivas). Dr. Fritz pede que se formem as filas. A primeira fila formada é com pacientes que tem tumores e caroços pelo corpo, erupções de pele. Um senhor se apresenta com um inchaço bem acentuado no braço direito. Com um instrumento perfuro-cortante, Aran-Fritz abre e rasga o tumor. Esguicha do braço do paciente grande quantidade de liquido purulento. Muitos na plateia fecham os olhos e viram o rosto, incomodados com a cena. A secreção purulenta vai diminuindo e começa a sair sangue e água do braço sob intervenção. Com um movimento de pinça dos dedos polegar e indicador, Aran-Fritz magicamente “cola” a pele e carne recém-cortadas. É finalizada a primeira cirurgia da tarde. 

Doença-cura-saúde: os tratamentos espirituais

Comum a quase todos os seres humanos é serem acometidos por doenças. São doenças físicas, mentais e emocionais. É certo que algum dia muitos de nós vão adoecer.

As doenças são de ordem natural ou de ordem mágica. As doenças de ordem natural são as doenças genéticas, herdadas dos ascendentes familiares e são doenças cármicas, isto é, já estão previstas no planejamento encarnatório daquele indivíduo que retorna à Terra.

Também podem ser consideradas doenças naturais as doenças provocadas por acidentes ou maus hábitos. Pessoas que se expõem a situações de riscos têm mais probabilidade a sofrerem acidentes; maus hábitos como alcoolismo e tabagismo são fatores propícios ao desenvolvimento de doenças.

E existem as doenças de ordem mágica. São doenças provocadas por magia negra e feitiçaria, realizadas por indivíduos malévolos; ou doenças provocadas por entidades sem luz dos planos invisíveis que obsediam e vampirizam os encarnados, levando estes a contraírem enfermidades.

Todavia, trataremos todas elas como doenças, sem distinção da sua natureza

O habitual é que as pessoas procurem tratamento das doenças que lhes acometem através da ciência médica existente aqui no Plano Terrestre. Esta ciência procede dos Planos Espirituais Superiores e são trazidas à Terra em auxílio dos seres encarnados.

Porém, existem aquelas doenças graves em que o paciente é “desenganado pelos médicos”. Câncer em estágio avançado, doenças crônicas não sanadas por tratamentos convencionais, doenças locomotoras decorrente de acidentes e outras.

Nestes casos, motivados por questões de ordem religiosa, ou movidos pelo desespero e dor, muitos indivíduos vão em busca de tratamentos espirituais de saúde como um último recurso. O que lhes move é a crença que os tratamentos espirituais teriam a capacidade transcendental de possibilitar a cura de desequilíbrios físicos, mentais ou emocionais — já outras pessoas vão ali na expectativa de ver para crer.

Médiuns de cura

Um elemento chave para compreender o espiritismo é o fenômeno da mediunidade. Mediunidade é a faculdade humana pela qual se estabelecem os contatos e relações entre os homens e os espíritos, entre encarnados e desencarnados — o mundo sensorial e os planos invisíveis.

Entre os tipos de mediunidade encontra-se a mediunidade de cura. É o tipo de mediunidade em que o médium pratica os tratamentos espirituais e as cirurgias espirituais.

Os médiuns de cura e as entidades espirituais que os assistem trabalham para sanar enfermidades não resolvidas pelos métodos da medicina oficial.

As entidades espirituais que atuam através dos médiuns de cura foram profissionais de saúde nas suas encarnações passadas, aqui na Terra.

O mais notório desses médicos espirituais, sem dúvida alguma, é o Dr. Adolfo Bezerra de Menezes (29.08.1831 – 11.04.1900), que ao deixar o mundo Terra, se tornou uma entidade de luz, com atribuições e qualidades de curador, vindo lá do Mundo Maior.

Atualmente este anjo do Senhor dá assistência a milhares de casas espiritas no Brasil e no mundo. No mistério divino é como se o Dr. Bezerra de Menezes tivesse múltiplos corpos espirituais.

O médium de cura Kleber Aran também trabalhou com Dr. Bezerra de Menezes, antes de começar a sua missão de vida mais importante nesta existência atual.

Kleber Aran Ferreira é terapeuta holístico, casado e pai de dois filhos. Preside a Sociedade Espírita Brasileira Amor Supremo, Casa Ecumênica Adolph Fritz.

No ano de 1997, em Anápolis-Goiás, numa visita aos hansenianos, nos quais ele dava passes curativos através da imposição de mãos, de repente Aran sentiu uma energia muito forte, um peso quase insuportável sobre os ombros. E bradou:

— Meu Deus, o que é isso?!

Foi quando o Médium Kleber Aran incorporou pela primeira vez o espírito do Dr. Adolph Fritz, médico alemão.

A destinação espiritual do Médium Aran

— Aí eu incorporei Dr. Fritz — fala Kleber Aran — isso lá com os hansenianos de Anápolis, ele veio e falava em alemão e todo mundo sem entender, não entendiam nada… Ele pediu um bisturi… não tinha…. Então ele pegou uma lapiseira, introduziu na barriga (de um doente), cortou com a lapiseira e espremeu e saiu um tumor para fora e colou com o dedo o corte da incisão. Ele falou assim:

— Fale que eu sou Adolph Fritz e vou trabalhar com ele por 26 anos.

Logo depois Dr. Fritz foi embora.

Kleber Aran temeu. Não estava disposto a trabalhar com Dr. Fritz. Tinha medo.   Lembrava das mortes trágicas dos médiuns que incorporavam Dr. Fritz: José Arigó morto em um acidente de carro, Edson Cavalcante Queiróz assassinado…

Kleber Aran temeu e afirmou:

— Eu não quero morrer tragicamente… eu não quero… você pensa logo na morte. Eu fiquei uma semana com medo de dirigir… com medo de um acidente…. Aí toda vez que o Dr. Fritz vinha eu chorava porque ia morrer… aquelas coisas… E multidões chegando…

Isto é, centenas de pessoas chegando para o atendimento caritativo.

Relembrando afinidades e a amizade em vidas passadas, com o tempo Kleber Aran desenvolveu forte afeição pela entidade Dr. Fritz.

— Eu vejo ele como eu vejo vocês. E eu falei assim, Dr. Fritz, posso fazer uma pergunta?

— Pode.

— É verdade que quem incorpora o senhor tem uma maldição? Morre tragicamente?

Surpreendentemente, o sisudo e grave Dr. Fritz sorriu. “Aí ele riu. Eu nunca tinha visto ele sorrir… e ele riu”, relembra Aran.

— Não, não é uma maldição…

O certo é que o Médium Aran já trabalha há 19 anos com o Espírito Dr. Fritz.

— Eu já estou há 19 anos com ele. Ele marcou que seriam 26 anos e depois ele daria o restante dos anos.

Desejamos longa vida a Kleber Aran e duradoura parceria de trabalho com o Dr. Adolph Fritz, auxiliando a humanidade.

Um dia passado no Templo Amor Supremo “Adolph Fritz”

A entidade espiritual Dr. Adolph Fritz atende em Salvador-Bahia no Templo Amor Supremo, sediado em um grande galpão de eventos próximo à Avenina Barros Reis.

Uma vez ao mês — sábado, domingo e segunda-feira — segundo calendário previamente anunciado, são realizados os atendimentos espirituais com o Dr. Fritz em Salvador. Em 17 de setembro de 2016, um sábado, para lá nos dirigimos, em busca de tratamento espiritual de saúde, assim como centenas de pessoas.

O Templo é aberto ao público às 10 horas, e uma atenciosa equipe recepciona os pacientes e lhes dá as primeiras orientações. É recomendado vestuário branco e a doação de um quilo de alimento não perecível, destinado à caridade.

Quando é a primeira vez do demandante de tratamento espiritual de saúde, este é dirigido para uma segunda recepção, onde é feita entrevista e preenchida uma ficha de anamnese.

Ao longo de todo o dia, a aparelhagem de som reproduzirá músicas religiosas, devocionais, e os voluntários do Templo, vestidos de jalecos brancos ou coloridos, em incansável atividade prepararão o ambiente para o início dos trabalhos do Médium Aran e Dr. Fritz.

Ao microfone são dados avisos, instruções, proferidas orações e todos são instados a cantar juntos, propiciando um campo vibracional apropriado para os tratamentos espirituais de saúde.

Pertinentes orientações são transmitidas ao microfone, e dizem que o tratamento espiritual de saúde se inicia no momento em que o paciente adentra a porta do templo. Por isso é que se pede que as pessoas permaneçam sentadas em silêncio, relaxadas e meditativas, para que os “médicos do espaço” trabalhem.

Pessoas mais sensitivas percebem uma energia balsâmica atuando sobre elas. O Médium Aran esclarece que as entidades curadoras chegam um dia antes para fazer a preparação e assepsia do ambiente. São equipes de médicos, enfermeiros e profissionais de saúde do Mundo Espiritual que preparam o ambiente com antecedência, e iniciam os tratamentos de saúde nos pacientes no momento que adentram o portão do Templo.

— Quando eu chego aqui eu não sei se vocês já perceberam, eu canto e falo mas vocês já estão sendo tratados. Quando você chega para o Dr. Fritz ali já e a parte final. As vezes e só um abraço.

Lá pelas 15 horas, música alta, salão cheio e uma poderosa vibração circulando pelo ambiente, vai dar-se início as cirurgias visíveis do Dr. Adolph Fritz, através do aparelho do Médium Aran.

Os tratamentos espirituais de saúde são visíveis ou invisíveis, isto é, são invasivos ou não-invasivos. Quando visíveis (invasivos) são utilizados instrumentos perfuro-cortantes e realizadas incisões e perfurações.

Kleber Aran ora, canta e dá as instruções do que vem a seguir. Em seguida se retira para uma sala à direita do palco do grande salão, onde está escrito sobre a porta de entrada: “Sala Dr. Fritz”. É nesta sala que ocorre o transe de incorporação do aparelho mediúnico com a entidade espiritual. E neste espaço os pacientes mais debilitados o esperam para atendimento prioritário.

Esclarece:

— Quem vai para aquela sala são pessoas que tem câncer, leucemia, estados mais delicados que requer uma energia muito maior do que aqui no salão, então eles deitam e recebem toda a energia magnética, o passe dura 5 minutos e eles estão recebendo essa energia porque são pessoas que precisam muito mais. Há muitos remédios espirituais também na Sala Dr. Fritz que são projetados no paciente.

Após alguns minutos, o Médium Aran, incorporado com o médico alemão, entra no salão, segurando na mão direita uma faca de corte. Impossível não me recordar do famoso canivete enferrujado com o qual Zé Arigó realizava as suas cirurgias.

Com forte sotaque alemão que lhe é característico, Médium Aran-Dr. Fritz se dirige a multidão:

Brasileirrras…

E convoca a todos para cantar e orar com fervor. Por algumas vezes ao longo da tarde vai “ameaçar” retirar-se se os pacientes não cantarem com fé e vigor. Revigora-se a cantoria.

Começam as cirurgias visíveis (invasivas). Dr. Fritz pede que se formem as filas. A primeira fila formada é com pacientes que tem tumores e caroços pelo corpo, erupções de pele. Um senhor se apresenta com um inchaço bem acentuado no braço direito. Com um instrumento perfuro-cortante, Aran-Fritz abre e rasga o tumor. Esguicha do braço do paciente grande quantidade de liquido purulento. Muitos na plateia fecham os olhos e viram o rosto, incomodados com a cena. A secreção purulenta vai diminuindo e começa a sair sangue e água do braço sob intervenção. Com um movimento de pinça dos dedos polegar e indicador, Aran-Fritz magicamente “cola” a pele e carne recém-cortadas. É finalizada a primeira cirurgia da tarde.

A próxima fila, bastante concorrida, é para doenças respiratórias como rinite e sinusite. Com surpreendente rapidez, assessorado por voluntários que auxiliam os pacientes e carregam as bandejas com instrumentos cirúrgicos, principalmente longas tesouras de 15 cm ou mais, Aran-Fritz enfia essas agudas tesouras nas narinas dos pacientes, uma à direita, outra à esquerda, enquanto um voluntário auxiliar se encarrega de retirar a pontuda tesoura de dentro das narinas, e cobre o nariz do paciente com um chumaço de algodão embebido de água fluidificada. São cerca de 150 procedimentos destes nesta tarde, realizados em poucos minutos.

Explica Kleber Aran:

— Assim é a cirurgia de sinusite: Dr. Fritz usa a tesourinha. Todo o metal é o quê? O metal é um condutor de energia. Então aquele condutor de energia é como um laser, o Dr. Fritz pega no metal e ele vira um laser. Então, na hora que há a introdução na narina, tudo ali dentro se transforma em energia, e ele coloca às vezes bruscamente, e não fere nem dói, porque a anestesia espiritual e a paranormalidade já estão atuando. Então se tira a tesoura normalmente, tranquilamente. Tudo isso é a energia…

Meus olhos me traem? Narinas indefesas onde não cabem objetos de comprimento maior que 3 cm são invadidas por tesouras metálicas de 15 cm de comprimento… Como ocorre?

Kleber Aran recorre a dois conceitos para explicar o fenômeno transcendental: energia e paranormalidade. Paranormalidade significa acontecimentos ou fenômenos que não são explicados; energia pode ser entendido como transformação através do trabalho (ação).

Cientistas têm buscado compreender esses fenômenos associando a física quântica com a espiritualidade. O universo espiritual agindo pelo campo eletromagnético através do médium — este dotado de paranormalidade.

Forma-se a fila a seguir, esta de interesse especial para mim: a fila de doenças de visão. Vejo senhoras idosas, que retornaram a pouco da cirurgia nas narinas, animadamente se apressarem a entrar novamente na fila de cirurgia, eu diria até que alegremente, como se fosse para a fila de presente de Natal.

Novamente o inexplicável acontece frente a uma multidão de pessoas: Aran-Fritz perfura e corta dezenas de olhos dos pacientes enfileirados. Nenhum sangue, nenhuma dor, nenhuma sequela pós-operatória…

Esclarece Kleber Aran:

— O Dr. Fritz utiliza instrumentos de metal porque é um condutor energético que realmente auxilia. Todo campo vibracional de energia requer um cuidado muito especial. Por que? Porque estamos lidando com vários tipos de energia. Tem pacientes que chegam impregnados de energias negativas e também com suas mazelas físicas. Então quando o Dr. Fritz utiliza algum instrumento cortante é para mostrar a muitas pessoas que vem aqui que são aqueles “São Tomé”, só acreditam vendo, então o que acontece: ele faz algo que a pessoa não está acreditando… Vê e pensa: “puxa! realmente o negócio e sério, eu nunca vi uma coisa igual”.

Continua:

— Quando você vê que (Dr. Fritz) pega uma faca de cozinha e raspa o globo ocular da pessoa; se pensa que dói os olhos… O que ele está mostrando ali é que a energia está presente, que o espirito está presente e que a paranormalidade está presente também. Por que não dói? Porque o Dr. Fritz utiliza da minha paranormalidade que faz o efeito físico. Por isso que não existe a dor. Há uma fusão de energia.

medium-aran-dr-fritz

O tratamento espiritual de saúde através da aplicação de agulhas

A maioria dos tratamentos espirituais de saúde do Médium Aran-Dr. Fritz são realizados com a aplicação de uma leve picada de “agulha de insulina” em alguma parte do corpo do paciente.

— O que o Dr. Fritz utiliza mais é a agulhinha, porque é um condutor energético que realmente auxilia. E outra coisa: muitas pessoas precisam, é interessante dizer, muitas pessoas precisam sentir algo para acreditar. Nós espíritas sabemos que não precisaria de instrumento nenhum, que um simples abraço ou uma energização por imposição de mãos seria suficiente para o tratamento. O paciente estaria recebendo da mesma forma o tratamento que ele faz com a agulha e os instrumentos de corte. Mas a pessoa precisa sentir. Se ela não sentir uma picada ela não vai acreditar que foi atendida.

E Kleber Aran continua a esclarecer:

— Porque se você pegar uma multidão, mil pessoas e o Dr. Fritz falar assim: “olha, todos estão curados em nome de Jesus e podem ir para casa”, muitos iriam sair bravos, nervosos… diriam: “poxa, estou esperando até esta hora e ele fala desse jeito que todos estão curados e podem ir embora”… então o ser humano é assim! Nós entendemos de energia e sabemos que já estamos sendo assistidos, mas eles não. Eles precisam sentir um furo, uma picada de agulha… “Pronto! Fui cirurgiado!” Tanto é que tem paciente que fala assim para o Dr. Fritz, após o Dr. Fritz aplicar a agulhinha nele:

“— Dr. Fritz, o senhor pode aplicar outra agulhinha em mim?

“Aí o Dr. Fritz fala:

“— Porquê?

“— Porque eu não senti dor não…”

É que ele tem que sentir a dor, ou ver o pingo de sangue sair.. Ele quer ver sangue… E assim o paciente sai feliz da vida. Daí que nós temos que fazer a conscientização dessas pessoas… para que entendam que tudo e energia, completa o Médium Aran.

Cura por merecimento

Nas breves palestras que o Médium Aran profere, antes de iniciar-se as cirurgias espirituais do Dr. Fritz, ele esclarece:

— A cura é para quem tem merecimento.

Pergunto a Kleber Aran:

— Quem merece a graça da cura?

Aran responde:

— Nós estamos aqui em um planeta de provas e expiações. Como espíritas, sabemos que Deus, na Vossa sublime Bondade, nos dá oportunidade de voltar novamente à Terra. Então se nós voltamos novamente é porque não fizemos nosso “dever de casa” corretamente, não corrigimos os nossos defeitos. O merecimento engloba tudo isso. São as obras que você está fazendo.

Doença e carma

— Quando a doença é cármica não tem como ajudar na cura do paciente. O carma é o compromisso dele. Compromisso que ele fez no plano espiritual. Olha, tal ano, com tal idade, você vai ter isso (doença)… e esta pode ser a sua última oportunidade aqui na Terra. A última parte do seu compromisso terreno. Então, quando a doença é cármica, o que o Dr. Fritz pode fazer para ajudar… ajudar no sentido espiritual… é a conscientização daquela pessoa que a sua doença é um acordo espiritual. E que não existe a morte, que existe um outro plano… e ele dá essa consciência ao paciente. Então a cura é por merecimento conforme as obras. E a questão cármica é o compromisso que não pode ser quebrado.

Dr. Fritz pelo Médium Aran

Kleber Aran afirma que depois de um ano trabalhando com o Dr. Fritz passou a amá-lo.  Vê e conversa com o médico alemão da mesma maneira que conversa conosco, durante esta entrevista.

— É muito difícil na nossa capacidade “mortal” de entendermos as cirurgias do Dr. Fritz. Até o Dr. Bezerra de Menezes falou que a ciência e a técnica de Adolph Fritz é muito mais avançada do que imaginamos. Isso requer conhecimento e entendimento porque até mesmo médicos espirituais ficam impressionados com a agilidade do Dr. Fritz e da energia que ele canaliza. Isso vem de outras vidas… vem da vida passada dele, como médico na Alemanha. Porque ele era um médico além da sua época. Ele gostava de entender mais o corpo humano, avançar mais do que a própria medicina de sua época… então com esta experiência acumulada de várias vidas e no plano espiritual… o conhecimento dele é grande (vasto) e ajuda muito as pessoas.

— Dr. Fritz fala que muitos de nós ainda estamos vendados com a venda da ignorância, porque a nossa vaidade, o nosso orgulho não permite ver a maravilha que é a espiritualidade… a energia da espiritualidade.

Kleber Aran e Chico Xavier

— Um dia eu tive a oportunidade de estar com o Chico Xavier, dois anos antes da morte dele. Ele velhinho e eu falei pra ele:

“— Chico eu não aguento mais… estou sendo muito perseguido, quando mais se faz o bem…

Aí ele falou assim:

“— Você sabe contar os grãos da areia do mar?

“— Não!

“— Então será assim que você trabalhará com o Dr. Fritz. Vá em paz!”

Ele me deu um abraço e tirou aquela angustia do meu peito e daí em diante eu continuei perseverando.

Você amadurece… Cada trabalho, cada ano que passa você amadurece.

Kleber Aran por ele mesmo

Kleber Aran é médium inconsciente, isto é, ele tem o dom da mediunidade de incorporação inconsciente, que se caracteriza pela inconsciência do médium em relação às atitudes e mensagens da entidade com a qual está trabalhando.

— Sou médium inconsciente. Não lembro de nada, nada. Ainda bem! Já pensou? Se eu tivesse consciente eu iria atrapalhar muito o Dr. Fritz. Porque o cansaço ia bater muito rápido… você olha e vê uma fila quilométrica de pacientes a serem atendidos… se assim no nosso normal, você fala: ai não vou conseguir não! Você vê várias filas… eu já ia ser o primeiro a atrapalhar ele na minha mente. Então ele (Dr. Fritz) me deixa inconsciente para poder trabalhar tranquilamente. Outra coisa: eu tenho pavor de sangue. Eu sou terapeuta holístico e não tenho nada a ver com sangue. Eu sou totalmente diferente do Dr. Fritz.

Na sua missão espiritual, Kleber Aran tem sido perseguido e caluniado. Tem estado permanentemente sob suspeita. Pergunto a ele:

— O que o motiva a prosseguir? A perseverar?

Responde:

— O Amor. Quando você ama uma causa, quando você nasce com um compromisso… Uma vez um repórter falou pra mim: “você deve ser um grande merecedor, né Aran?” Ele respondeu: “— Não, eu sou um grande devedor… por isso que eu voltei novamente nesta missão”.

— Você só abraça uma missão do Cristo se tiver amor. Porque se você tiver no seu normal, na sua sanidade, vai ver que será perseguido, criticado… vai trabalhar muito e não pode esperar nada daqui não, só lá no plano espiritual. Então você vai pensar assim: eu não quero isso para mim. Eu quero uma vida pacata, chegar em casa as seis horas da tarde, viver para a minha família, viver uma vida normal. É o nosso objetivo: viver bem, casar, estudar, fazer faculdade, tudo normal. Agora… na missão do Cristo, quando você e um missionário você vai abdicar de muitas coisas.

— Eu não tenho tempo para mim… você fala assim: e o tempo para você? E o tempo para os seus filhos? Eu quase não vejo meus filhos… Eles têm 19 anos, são gêmeos, e eu sinto muitas saudades deles. Mas esta é a minha missão.

— Eu estou na missão do Dr.. Fritz por amor. Porque eu sei que cada um que vem aqui vai ter uma esperança de dias melhores… Porque quando você entra numa casa de Deus você sente a presença dele e sabe perfeitamente que você vai ajudar cada pessoa daquela com um abraço do Dr. Fritz, com sua palavra de amor, com a sua espiritualidade.

— Quando incorporo Dr. Fritz eu falo sempre assim: estou aqui para servir a ti, Senhor. Entrego meu corpo e minha alma à missão!

Médico dos médicos

Achava-se ali uma mulher que, há doze anos, estava com uma hemorragia; tinha sofrido nas mãos de muitos médicos, gastou tudo o que possuía, e, em vez de melhorar, piorava cada vez mais.

Tendo ouvido falar de Jesus, aproximou-se dele por detrás, no meio da multidão, e tocou na sua roupa. Ela pensava: “Se eu ao menos tocar na roupa dele, ficarei curada”. A hemorragia parou imediatamente, e a mulher sentiu dentro de si que estava curada da doença.

Jesus logo percebeu que uma força tinha saído Dele

— Quem tocou na minha roupa?

Os discípulos disseram:

— Estás vendo a multidão que te comprime e ainda perguntas: ‘Quem me tocou?

Ele, porém, olhava ao redor para ver quem havia feito aquilo. A mulher, cheia de medo e tremendo, percebendo o que lhe havia acontecido, veio e caiu aos pés de Jesus, e contou-lhe toda a verdade.

Ele lhe disse:

— Filha, a tua fé te curou. Vai em paz e fica curada dessa doença (Marcos 5: 25-34).

Sobre o autor

Juarez Duarte Bomfim
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. com.br.