Vereador Roque Pereira critica PEC que propõe eleições gerais unificadas em 2022

Vereador Roque Pereira avalia que as mudanças nas regras das eleições só prejudicam os candidatos a  cargos de vereador e prefeito.

Vereador Roque Pereira avalia que as mudanças nas regras das eleições só prejudicam os candidatos a cargos de vereador e prefeito.

O vereador Roque Pereira (DEM) ocupou a tribuna na tribuna da Casa da Cidadania, na manhã desta quarta-feira (14/09/2016), para externar sua indignação contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 45/2016,  de autoria do senador Roberto Muniz (PP/BA), que institui a realização de eleições gerais. A matéria foi protocolada no Senado com a adesão de 34 senadores.

O democrata disse que, de acordo com a referida proposta, em 2020 terá eleições municipais, mas os eleitos só exercerão o cargo apenas dois anos, para que haja eleições gerais unificadas em 2022.

Segundo Roque, as mudanças nas regras das eleições só prejudicam os candidatos a  cargos de vereador e prefeito. Ele citou, por exemplo, que nas eleições municipais deste ano a duração da campanha diminui de 90 para 45 dias. “Eu não sei o que é que os senadores e deputados têm contra vereador e prefeito, porque toda mudança experimental só acontece nas eleições municipais”, criticou.

Em aparte, o edil  Justiniano França (DEM) lembrou que em 2018 haverá eleições para deputados, senadores, governador e presidente. “Então, cabe a nós trabalharmos com esses políticos em relação quais são suas propostas, principalmente em relação à reforma política e partidária e o calendário eleitoral, porque não é justo que as experiências só caiam em cima dos vereadores” disse o vereador, acreditando que as regras que ocorreram para a campanha eleitoral deste ano não serão as mesmas em 2018, “porque os cobaias foram os vereadores”.

Novamente com o uso da palavra, Roque Pereira alertou vereadores e prefeitos para a importância de uma  mobilização  nacional contra a PEC supracitada. Inclusive, ele solicitou do presidente do Legislativo feirense, Reinaldo Miranda – Ronny (PSDB), que envie um documento, assinado por todos os edis, à União dos Vereadores do Brasil (UVB), a fim de que a entidade possa promover um movimento contrário à  proposta.

Outras publicações

Feira de Santana: vereador Alberto Nery critica “truculência” de prepostos do Município com ambulantes Alberto Nery: O prefeito, que o povo de Feira de Santana escolheu com mais de 71% dos votos, na tarde de ontem, já iniciou a mostrar a sua truculênci...
CMFS: vereadores afirmam que Jorge Solla foi deselegante com a imprensa feirense; confira debates A visita do secretário estadual de Saúde, Jorge Solla, à Feira de Santana, na manhã de terça-feira (22/03/2011), não causou boa impressão em alguns ve...
Feira de Santana: vereador denuncia acumulação indevida de cargos por servidor do município Beldes Luis Pereira Ramos. O vereador oposicionista Beldes Ramos (PT) usou a tribuna na manhã desta terça-feira (24/11/2015), na Casa da Cidadania, ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br