Salvador: espetáculo ‘O Corrupto’ é encenado no Teatro Módulo

Cena do espetáculo 'O Corrupto'.

Cena do espetáculo ‘O Corrupto’.

O Teatro Módulo, na Pituba, volta a ser o palco do espetáculo solo “O Corrupto”, de Frank Menezes, com direção de Marcelo Praddo. A partir de (10/09/2016), sempre aos sábados e domingos, às 20h, as aulas de corrupção ativa voltam a ser ministradas para uma plateia repleta de alunos repetentes.  E Frank Menezes, que é também autor do texto, promete atualização constante dos fatos, para que as risadas  do público não percam nunca prazo de validade. Para isso está de olho nos muitos fatos que toda semana balançam a política nacional e, claro, nas próximas eleições!

Em “O Corrupto”, Frank, com seu humor absolutamente inteligente, enfia o dedo em todos os pontos com nervos expostos na sociedade brasileira atual. Fala dos políticos, é claro, mas fala também da corrupção perpetrada por líderes espirituais de várias religiões, da corrupção nas instituições públicas e nas empresas privadas, nos meios de comunicação e das pequenas corrupções do dia a dia, aquelas toleradas sem dores de consciência pelo cidadão comum, como estacionar na vaga de deficientes, furar fila e outras tantas “coisinhas”. A peça acaba por ser uma “paulada” na consciência, dada entre gargalhadas. É o brilhante Frank Menezes em toda sua capacidade cênica, e agora assinando texto próprio.

Sobre “O Corrupto”, disse o diretor Paulo Dourado

Ontem assisti a “O Corrupto”, espetáculo unipessoal de Frank Menezes, com direção de Marcelo Praddo. Uma noite de lavar a alma por várias razões. 1º por ser um espetáculo de teatro de alto nível profissional e criativo, como nos velhos tempos do teatro baiano dos anos 90 (Cafajestes, Bofetada, Los Catedrásticos, 1,99, Oficina Condensada e muitos outros). 2º por seu uma comédia de alta capacidade transgressora, colocando em cena os questionamentos da vida nacional com inteligência e poesia. Vemos o sempre ótimo Frank na plenitude da sua maturidade artística, dominando os gestos e o espaço da teatralidade com refinamento e o anarquismo imprescindível ao personagem que literalmente corrupta mente se despe em cena. A direção de Marcelo apoia o ator em todos os movimentos e aposta na simplicidade e no engenho que são o cerne do teatro necessário e essencial. A excelente trilha sonora e as marcações desenham uma dramaturgia rica, refinada, elegante e efetiva. Bom teatro é assim. Para saber como é só vendo. “O Corrupto” é um belo espetáculo! E diversão garantida!! Um antídoto contra a corrupção da inteligência e do astral que atualmente assolam o país. Frank e Marcelo, AXÉ!

Agenda

Em Salvador sábados e domingos, a partir de (10/09/2016), no Teatro Módulo – Pituba | Slavador | Horário: 20h

Outras publicações

Salvador: Carmen Paternostro e o Grupo Intercena comemoram 40 anos com a estreia do espetáculo Narcissus Cena do espetáculo 'Narcissus'. O espetáculo “Narcissus”, contemplado pelo Edital Setorial de Teatro da FUNCEB - faz uma convergência no cenário tea...
Deputado Carlos Geilson defende vaquejada e sugere discussão para possíveis adaptações Deputado Carlos Geilson recordou que a vaquejada tem suas raízes na prática originada da labuta diária do vaqueiro. A decisão do Supremo Tribunal Fe...
Feira de Santana: 1º Encontro de Motociclistas no Beco da Energia 1º Encontro de Motociclistas no Beco da Energia ocorre em Feira de Santana. O coletivo O Beco é Nosso promove neste domingo, (21/08/2016), o 1º Enco...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br