Salvador: Escola de Dança da Funceb finaliza primeira edição do projeto ‘Dança em Movimento’

Encerramento do 'Dança em Movimento'.

Encerramento do ‘Dança em Movimento’.

Um aulão e mostras artísticas foram realizados na Escola de Dança da Funceb, na manhã de sexta-feira (16/09/2016), como parte da programação de encerramento da primeira edição do projeto #DançaemMovimento. Alunos e comunidade participaram da ação, que contou com a presença do secretário de Cultura, Jorge Portugal e da diretora da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fernanda Tourinho, acompanhada por Marle Macedo, diretora do Centro em Formação em Artes (CFA/Funceb), Lia Silveira, diretora da Dirart, Virgínia Costa, diretora da Escola de Dança, dentre outros gestores de cultura.

O projeto #DançaemMovimento foi idealizado por Douglas Rodrigues, Lyu Barbosa e Meirejane Lima, alunos do Curso Técnico, que ocupou e movimentou a Escola de Dança da Funceb durante dois meses, ofereceu gratuitamente oficinas de dança, teatro e discussões sobre diversos temas, alcançou mais de 1500 pessoas, mobilizando cerca de 60 profissionais das artes, que apoiaram voluntariamente a iniciativa.

Sobre o projeto, pensado por jovens, o secretário comentou que o leva a se lembrar dele próprio. “Quando era estudante da Universidade Federal, participei de eventos semelhantes, há 35 anos”, comentou. Jorge lembrou que o costume de muitos alunos da faculdade, naqueles anos 1970, era ir à praia. “Nós resolvemos criar um núcleo, promovendo um curso de filosofia da arte. Aprendi muito neste período”, lembrou.

Propostas do projeto – A estudante e co-idealizadora do projeto, Lyu, explicou que o #DançaemMovimento gerou muita discussão e amadurecimento de quem se envolveu com a realização: “Nossa vontade era a de mobilizar as pessoas e mostrar que, juntos, somos fortes”. A também mentora e aluna Meirejane destacou que uma das propostas do projeto foi fazer com que os artistas e alunos participantes refletissem sobre a sociedade e de que forma poderiam atuar, não somente na Escola, mas levando informações e questionamentos para as suas comunidades.

O terceiro organizador e aluno, Douglas, registrou que muitas pessoas carregam histórias de castração, por nunca terem podido fazer dança. “Com este projeto buscamos mostrar que todo mundo pode apreciar e fazer arte”.  Lyu, Meirejane e Douglas são alunos do Curso Técnico da Escola de Dança da Funceb, que já formou 27 turmas. Em 32 anos de história, a Escola de Dança da Funceb já formou mais de 300 dançarinos.

Os dançarinos formados na instituição são estimulados a terem posicionamento como artistas cidadãos, comprometidos com sua arte. “Eles são incentivados a exercitarem o empoderamento. Este caminho é percorrido para muitos desde cedo, já que a Escola oferece vagas, no Curso Preparatório, para jovens a partir dos 5 anos de idade”, considerou a diretora Fernanda Tourinho.

“O nosso ideal com o #DançaemMovimento foi democratizar as artes, mesmo enfrentando dificuldades, levando a resistência para a periferia, centro, interior”, detalhou a aluna Lyu.  “De nossa parte esta luta não vai parar”, concluiu Jorge Portugal.

Programação – A programação iniciada por um aulão de Street Jazz, com Uzinho Cavalcante, e Dança Afro-Brasileira, com Robert Campelo, teve sequência com uma mostra artística, reunindo os trabalhos: O lado oculto do poder (Marcelo Moreira), Só quero comer (Nefertiti Charlene), O horizonte é quando a vista deita os enganos do mundo (Ana Brandão, Thiago Cohen), Suicídio Anacrônico (Jean Souza). Às 17h, na Praça da Sé, o Teatro Popular do Grupo Cultural ANEXU’S apresenta – Lá vem o Golpe (Dêvid Gonçalves).

Parte do projeto #DançaemMovimento, a exposição Tela Viva #2, montada na Escola de Dança da Funceb, foi conferida pelo secretário Jorge Portugal e ainda pode ser visitada pelo público até o dia 29 de setembro. Na mostra o grafiteiro, cenógrafo, ilustrador e arte-educador Marcos Costa pinta corpos urbanos dançantes, que são fotografados e filmados, gerando o acervo da exposição Tela Viva –Impressões do Graffiti em Corpos Urbanos. A exposição conta com fotografias de Sidney Rocharte e um vídeo produzido pelo cineasta Ailton Pinheiro.

Outras publicações

Governador Jaques Wagner participa do voo inaugural de Salvador para Paulo Afonso Voo inaugural de Salvador para Paulo Afonso. Mais uma linha aérea, agora entre Salvador e Paulo Afonso, no norte do estado, passa a atender baianos ...
Salvador: exposição e série coreográfica homenageiam Mestre King no Mês da Consciência Negra Cartaz |A Retrospectiva. Neste mês de novembro, em que se celebra o Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro), o grupo Gênesis e a Fundação...
Feira Baiana de Artesanato volta a agitar o fim de semana de salvador Neste sábado (13/11/2010) e no domingo (14), o Instituto Mauá promove uma nova edição da Feira Baiana de Artesanato no Jardim dos Namorados. O evento,...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br