Protecionismo na agricultura prejudica empregos e desenvolvimento, diz presidente Michel Temer

Michel  Temer na ONU:  "reflexo  protecionista”  é mais percebido em cenários de crise.

Michel Temer na ONU: “reflexo protecionista” é mais percebido em cenários de crise.

O presidente Michel Temer fez hoje (20/09/2016), em Nova York, críticas diretas ao protecionismo de diversos países no setor agrícola.

De acordo com Temer, esse tipo de prática, em alguns casos disfarçada de “medidas sanitárias e fitossanitárias”, tem prejudicado a geração de empregos e o desenvolvimento de países que, como o Brasil, representam “fator de segurança alimentar” para o mundo.

No discurso com que abriu a 71ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Temer disse que o desenvolvimento dos países depende do comércio e que, em cenários de crise econômica, o “reflexo protecionista” é mais percebido e, portanto, deve ser contido.

De acordo com o presidente, a “luta contra esse mal” passa por um sistema multilateral mais bem-sucedido, em especial contra o protecionismo praticado no setor agrícola de diversos países, sob o disfarce de medidas sanitárias e fitossanitárias. “O protecionismo é uma perversa barreira ao desenvolvimento. Subtrai postos de trabalho e faz de homens, mulheres e famílias de todo o mundo – Brasil inclusive – vítimas do desemprego e da desesperança.”

“De particular importância para o desenvolvimento é o fim do protecionismo agrícola. Já não podemos adiar o resgate do passivo da OMC [Organização Mundial do Comércio] em agricultura. É urgente impedir que medidas sanitárias e fitossanitárias continuem a ser utilizadas para fins protecionistas. É urgente disciplinar subsídios e outras políticas distorcias de apoio doméstico no setor agrícola”, acrescentou Temer.

Segundo o presidente, o Brasil representa, interna e externamente, um “fator de segurança alimentar”, uma vez que desenvolve uma agricultura “moderna, diversificada e competitiva”

Outras publicações

Presidente Dilma Rousseff defende aprovação da segunda rodada do Protocolo de Quioto Enquanto representantes de diversos países participam da 17ª Conferência das Partes na Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP-...
Thomas Traumann deixa a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República Thomas Traumann é o segundo a deixar a equipe no segundo mandato de Dilma Rousseff. A presidenta Dilma Rousseff aceitou hoje (25/03/2015) o pedido d...
Financiamento imobiliário, profissionalização e Copa do Mundo 2014, Confira a coluna, Conversa com a Presidenta Dilma Rousseff A coluna Conversa com a Presidenta desta semana traz perguntas de leitores sobre financiamento habitacional, educação profissionalizante para adultos ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br