Professores da Uefs aprovam construção da greve geral e paralisação

Cartaz anuncia paralisação de professores da Uefs.

Cartaz anuncia paralisação de professores da Uefs.

Reunidos em assembleia, nesta tarde (20/09/2016), os docentes da Uefs aprovaram a paralisação das atividades acadêmicas e ato público para hoje (22), contra a retirada de direitos, o ajuste fiscal e pelo Fora Temer. O protesto ocorrerá às 9h, em frente à Prefeitura Municipal. Ainda haverá apoio, sem suspensão dos trabalhos, à paralisação nacional aprovada pelos metalúrgicos para 29 de setembro. Diversas categorias de trabalhadores, movimentos sociais e centrais sindicais de todo o país se empenham no avanço da construção conjunta da greve geral.

Durante o ato do dia 22, o Movimento Docente (MD) das Universidades Estaduais da Bahia (Ueba) também denunciará a política do governo Rui Costa de sucateamento da educação pública superior, que se expressa, principalmente, através da retirada dos direitos dos servidores e da redução no orçamento das instituições. O protesto está sendo construído com o Comitê Local em Defesa da Educação Pública, Fórum Popular de Saúde, APLB, Oposição Metalúrgica, Sindicato da Construção Civil, Ectistas em Luta e Centro Sindical de Apoio ao Trabalhador (Cesit).

As mobilizações fazem parte dos encaminhamentos aprovados na Jornada de Lutas, realizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) em unidade com as Centrais Sindicais entre os dias 12 e 14 deste mês, em Brasília, e no dia 15, nos estados. Também como parte da Jornada, foi aprovada a paralisação das atividades na primeira quinzena de outubro.

Fórum das ADs

Ainda durante a assembleia, os professores reafirmaram as propostas do Fórum das Associações Docentes para fortalecer o enfrentamento aos ataques do governo Rui Costa. Foi encaminhado que será protocolado um novo documento junto à Secretaria da Educação (SEC) exigindo uma posição oficial sobre a pauta entregue em dezembro de 2015; solicitado o restabelecimento imediato da licença sabática; cobrada intervenção do secretário no processo de revisão dos pedidos de insalubridade; além de exigida uma postura sobre a violência do governo às mobilizações realizadas pela comunidade acadêmica das Ueba, constantemente reprimidas pelo aparato policial do Estado.

Outras publicações

UEFS faz seleção pública para mestre de cerimônias A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) realiza seleção pública para mestre de cerimônias de solenidades de formaturas, aula magna e outros...
Alunos lançam Transa Revista n.2 Falhar de novo. Falhar melhor. Esse é o lema da Transa, revista produzida por alunos da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e de outras i...
UEFS e CIEE promovem a 112º Seminário da Campanha Nacional sobre Drogas nas Escolas Superiores Cartaz do 112º Seminário da Campanha Nacional. Hoje (14/09/2016) ocorre o 112º Seminário da Campanha Nacional Sobre  Drogas as Escolas Superiores. E...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br