Operação Simão: Polícia Federal realiza ação de combate a crimes eleitorais em Feira de Santana

Veículos da Polícia Federal durante Operação Simão. Operação ocorre em Feira de Santana.

Veículos da Polícia Federal durante Operação Simão. Operação ocorre em Feira de Santana.

A Polícia Federal deflagra na manhã de hoje (30/09/2016), a Operação Simão, que visa coibir crimes eleitorais que estavam ocorrendo no município de Feira de Santana, Bahia, na campanha para o pleito do próximo domingo. Aproximadamente 40 Policiais Federais cumprem nove mandados de condução coercitiva e oito de busca e apreensão na cidade.

As investigações iniciaram há cerca de um mês, a partir de requisição do Ministério Público Eleitoral, que noticiou haver informes da captação ilícita de votos por parte de um candidato a vereador vinculado a uma igreja evangélica. O candidato e o grupo a ele vinculado estariam cadastrando eleitores fiéis da igreja, com a promessa de abençoá-los, e “amaldiçoavam” aqueles que se recusavam a fornecer seus dados constantes do título eleitoral.

Durante as investigações constatou-se que a prática ilícita ia bem além do cadastramento de eleitores e a promessa de bênção ou maldição. A mesma incluía também a distribuição de gêneros alimentícios em comunidades carentes, a fim de arregimentar eleitores, chegando-se, ainda, à identificação de um esquema de favorecimento na marcação de exames e consultas médicas pelo SUS àqueles que prometiam seu voto ao candidato. Também foi identificada a prática da venda de votos em lote por parte de uma liderança comunitária local, fato este envolvendo outro candidato à Câmara Municipal.

Os investigados responderão pelos crimes previstos nos artigos 299 e 334 do Código Eleitoral, que preveem penas de prisão, multa, e até mesmo cassação dos registros de candidatura.

O nome da operação, “Simão”, vem do codinome utilizado pelos policiais para se referir ao principal investigado, uma referência ao Apóstolo de Jesus Cristo.

Leia +

Eleições 2016 – Feira de Santana: pastor é representado na Justiça Eleitoral por captação ilícita de sufrágio, com uso do ‘Cadastro de Oração da Família Abrangendo Todas as Causas’

Operação Simão: Polícia Federal realiza ação de combate a crimes eleitorais em Feira de Santana

Eleições 2016 – Feira de Santana: candidatos a vereador Pastor Pedro e Welligton Andrade são conduzidos a depor na Polícia Federal por indício de crime eleitoral

Eleições 2016 – Feira de Santana: Secretaria da Saúde de Feira de Santana emite nota sobre Operação Simão

Eleições 2016 – Feira de Santana: promotor de justiça diz que Operação Simão será aprofundada em decorrência de crimes praticados no município e afirma existir teia criminosa

Outras publicações

O TendTudo um dos maiores home centers do Brasil é inaugurado em Feira de Santana O TendTudo considerado como um dos maiores home centers do país, no segmento de materiais de construção, acaba de chegar à Feira de Santana. Situado n...
CMFS: Câmara discute atuação da Defensoria Pública Defensoria Pública A Câmara Municipal de Feira de Santana, ontem (27/05/2010), através de audiência pública, discutiu a atuação da Defensoria Pública ...
Editorial: blasfêmia e denúncia na Câmara Municipal de Feira de Santana Vereador David Evangelista Leite Neto (DEM) denuncia distribuição irregular de cargos entre os edis da base do governo municipal de Feira de Santana....

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: diretor@jornalgrandebahia.com.br.