Operação flagra trabalho escravo em parque de vaquejada de Serrinha

Força-tarefa flagra trabalho escravo Parque de Vaquejada Maria do Carmo.

Força-tarefa flagra trabalho escravo Parque de Vaquejada Maria do Carmo.

Dezessete trabalhadores foram resgatados na manhã desta sexta-feira (02/09/2016) no Parque de Vaquejada Maria do Carmo, que funciona no município de Serrinha, no nordeste baiano, a 173 quilômetros de Salvador. Os procuradores do Ministério Público do Trabalho e os auditores do Ministério do Trabalho chegaram ao local, acompanhados de policiais rodoviários federais, para apurar denúncias e encontraram uma situação de degradação da condição humana, o que caracteriza perante a lei brasileira a condição semelhante à de escravidão. Após o flagrante, o estabelecimento foi interditado e as atividades suspensas por tempo indeterminado.

Alojamentos sem as mínimas condições de higiene e conforto, transporte irregular, falta de condições sanitárias, ausência de registro foram alguns dos itens que fizerem com que a força-tarefa classificasse o caso como de escravidão moderna. Os 17 trabalhadores, todos vindos irregularmente de Alagoas e Pernambuco, estão sendo resgatados, retirados do local e devem ser alojados em um hotel até que a empresa providencie o pagamento das rescisões de contrato e o transporte para suas cidades de origem.

O Ministério do Trabalho também está providenciando a emissão de guias para que eles possam receber o seguro-desemprego até encontrarem nova colocação. As procuradoras do Ministério Público do Trabalho tentam obter um acordo prévio com a empresa para o pagamento das despesas, mas não descartam a possibilidade de entrar com ações na Justiça do Trabalho para obter a garantia do pagamento de indenizações por danos morais coletivos e danos morais individuais.

O MPT, o TEM e a PRF deverão convocar uma coletiva assim que a operação for concluída e que as negociações com a empresa responsável pelo Parque de Vaquejada Maria do Carmo se encerrem.

Outras publicações

Feira de Santana: MPT pede multa de R$15 milhões contra Tel Telemática Unidade da Tel Telemática em Feira de Santana. O possível descumprimento de uma decisão judicial pode levar a Tel Telemática a receber uma multa de ...
EMBASA implanta novos sistemas e amplia oferta de água na região de Serrinha e Conceição do Coité Equipamentos modernos foram instalados pela EMBASA. Mais de 260 mil habitantes de sete cidades do Território do Sisal, região que atravessa uma das ...
TST decide que Correios podem contratar trabalhadores terceirizados Trabalhadores dos Correios podem ser terceirizados, decide TST. O Órgão Especial do Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu ontem (07/10/2013) q...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br