ONU: mais de 250 milhões de crianças estão fora das escolas no mundo

Secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, cobra ação dos países para educar crianças.

Secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, cobra ação dos países para educar crianças.

Secretário-geral da ONU afirmou que novo relatório lançado neste domingo estabelece plano para maior expansão no setor de educação; documento é um “mapa” para criar uma geração de aprendizagem.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que um novo relatório lançado este domingo na sede das Nações Unidas, “estabelece um plano para a maior expansão de oportunidades de educação da história”.

Segundo Ban, o documento da Comissão Internacional sobre Oportunidade de Financiamento para Educação Global é “um mapa para uma geração de aprendizagem”.

Investimento

O chefe da ONU declarou que o relatório classifica o investimento na educação como “pré-requisito para o crescimento econômico, desenvolvimento sustentável e a estabilidade global”.

O secretário-geral disse que mais de 250 milhões de crianças e jovens estão fora da escola e outros 330 milhões não recebem os ensinamentos básicos apropriados.

Para Ban, se a tendência atual continuar, não será possível alcançar a meta de educação primária universal até 2042 e a de educação secundária até 2084. A Agenda para o desenvolvimento sustentável espera cumprir os objetivos até 2030, a defasagem, neste caso, pode chegar a 50 anos.

Extremismo Violento

O chefe da ONU afirmou ainda que a educação é “a chave para evitar a disseminação de ideologias venenosas e do extremismo violento”. E para completar, Ban declarou que a educação é “um direito humano e um bem universal”.

Ele agradeceu o trabalho feito pela comissão, que é chefiada pelo enviado da ONU para Educação Global, Gordon Brown.

US$ 39 bilhões

Em entrevista à Rádio ONU, antes do lançamento do relatório, Brown afirmou que a educação é “a luta de direitos civis” da geração atual.

Gordon Brown disse que a comunidade internacional vai fracassar perante os jovens se não conseguir encontrar uma forma de evitar o casamento infantil de meninas que deveriam estar na escola, de evitar o trabalho infantil forçado e o tráfico de crianças.

Segundo ele, para financiar a educação global serão necessários US$ 39 bilhões por ano até 2030.

Outras publicações

Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais defende obrigatoriedade das disciplinas sociologia e filosofia no ensino médio. Abecs defende obrigatoriedade das disciplinas sociologia e filosofia no ensino médio. A Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (ABECS) ...
Secretaria da Educação da Bahia debate a Educação Profissional na Bahia Secretário Walter Pinheiro palestrou no I Seminário do Fórum Baiano de Educação Profissional. Mais de 400 professores e gestores da rede estadual es...
Secretaria oferece mais de dez mil vagas para educação profissional na Bahia Serviços de saúde são oferecidos por estudantes do Colégio Estadual Carlos Correa de Menezes Sant'Anna à comunidade do Nordeste de Amaralina. A Secr...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br