ONU: mais de 250 milhões de crianças estão fora das escolas no mundo

Secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, cobra ação dos países para educar crianças.

Secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, cobra ação dos países para educar crianças.

Secretário-geral da ONU afirmou que novo relatório lançado neste domingo estabelece plano para maior expansão no setor de educação; documento é um “mapa” para criar uma geração de aprendizagem.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que um novo relatório lançado este domingo na sede das Nações Unidas, “estabelece um plano para a maior expansão de oportunidades de educação da história”.

Segundo Ban, o documento da Comissão Internacional sobre Oportunidade de Financiamento para Educação Global é “um mapa para uma geração de aprendizagem”.

Investimento

O chefe da ONU declarou que o relatório classifica o investimento na educação como “pré-requisito para o crescimento econômico, desenvolvimento sustentável e a estabilidade global”.

O secretário-geral disse que mais de 250 milhões de crianças e jovens estão fora da escola e outros 330 milhões não recebem os ensinamentos básicos apropriados.

Para Ban, se a tendência atual continuar, não será possível alcançar a meta de educação primária universal até 2042 e a de educação secundária até 2084. A Agenda para o desenvolvimento sustentável espera cumprir os objetivos até 2030, a defasagem, neste caso, pode chegar a 50 anos.

Extremismo Violento

O chefe da ONU afirmou ainda que a educação é “a chave para evitar a disseminação de ideologias venenosas e do extremismo violento”. E para completar, Ban declarou que a educação é “um direito humano e um bem universal”.

Ele agradeceu o trabalho feito pela comissão, que é chefiada pelo enviado da ONU para Educação Global, Gordon Brown.

US$ 39 bilhões

Em entrevista à Rádio ONU, antes do lançamento do relatório, Brown afirmou que a educação é “a luta de direitos civis” da geração atual.

Gordon Brown disse que a comunidade internacional vai fracassar perante os jovens se não conseguir encontrar uma forma de evitar o casamento infantil de meninas que deveriam estar na escola, de evitar o trabalho infantil forçado e o tráfico de crianças.

Segundo ele, para financiar a educação global serão necessários US$ 39 bilhões por ano até 2030.

Outras publicações

UNESCO recebe indicações para Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa é promovido pela Unesco. Objetivo é premiar uma pessoa, organização ou instituição que tenha realizado uma c...
Estudantes de direito da UEFS promovem evento de lançamento do livro sobre Luiz Carlos Prestes A Turma Elizabete Teixeira, formada por beneficiários da Reforma Agrária promove lançamento do livro “Luiz Carlos Prestes: o combate por um partido r...
Comunidade acadêmica da Uefs prepara assembleia geral universitária Professores, estudantes e técnico-administrativos da Uefs organizam uma Assembleia Geral Universitária (AGU) para esta quinta-feira (03/12/2015), às 1...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br