Na ONU, Michel Temer pede ação global salvar vidas de refugiados e migrantes

Refugiados na Ilha Grega de Lesbo.

Refugiados na Ilha Grega de Lesbo.

Presidente brasileiro discursou na abertura da Conferência sobre Refugiados e Migrantes realizada; ele afirmou que “Brasil é um país que se ergueu com a força de milhões de pessoas de todos os continentes”.

 presidente do Brasil, Michel Temer, quer ação global para salvar vidas de refugiados e migrantes.

Em discurso na Conferência sobre Refugiados e Migrantes na sede da ONU, esta segunda-feira, Temer afirmou que “há quase 70 anos a Assembleia Geral aprovou uma declaração universal de direitos e que já passou a hora de traduzir esse direito em medidas concretas”.

Diversidade

“O Brasil é um país que se ergueu com a força de milhões de pessoas de todos os continentes. Valorizamos nossa diversidade. Os imigrantes deram – e continuam a dar – contribuição significativa para o nosso desenvolvimento. Mais do que isso, são parte essencial de nossa própria identidade.”

O líder brasileiro disse que o mundo não pode fechar os olhos para as causas do movimento de refugiados. Segundo ele, “somente uma solução negociada de crises políticas e um desenvolvimento podem prevenir o deslocamento forçado.

“Sejamos claros: fluxos de refugiados são o resultado de guerras, de repressão, do extremismo violento – não são a sua origem. As preocupações legítimas dos governos com a segurança de seus cidadãos devem estar em consonância com os direitos inerentes a cada ser humano. Se abrirmos mão da defesa intransigente desses direitos, estaremos abrindo mão de nossa própria humanidade.”

Lei de Migrações

Ele afirmou que no Congresso brasileiro está tramitando uma nova lei de migrações.

O presidente mencionou as Olimpíadas e Paralimpíadas do Rio de Janeiro. Ele disse que o país teve a honra de receber “a primeira delegação de refugiados competindo nos Jogos”.

Temer lembrou que durante a Segunda Guerra Mundial, o embaixador do Brasil em Paris, Luiz Martins de Souza Dantas, decidiu conceder centenas de vistos para salvar cidadãos europeus perseguidos pelo nazismo.

Michel Temer afirmou que o embaixador agiu “movido por um imperativo moral conforme os valores da sociedade brasileira”.

O presidente encerrou o discurso dizendo que Souza Dantas “estava à frente de seu tempo” e é disso que o mundo precisa atualmente.

*Com informação da Radio ONU.

Outras publicações

Brasil terá banco para armazenar material biológico Para orientar a indústria farmacêutica na fabricação de remédios e ajudar nas pesquisas científicas, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização ...
Engie Brasil Energia realiza projeto de educação e sustentabilidade em cinco estados brasileiros Cursos são realizados pela Engie Brasil Energia. Nunca falou-se tanto na importância do papel de cada indivíduo no desenvolvimento de comunidades ma...
Presidente Michel Temer nega irregularidade em cheque de R$ 1 milhão para campanha de 2014 Presidente Michel Temer (ao centro) presta depoimento sobre correligionário Eduardo Cunha. O presidente Michel Temer disse que não houve irregularid...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br