Mutirão de Jaguaquara vai realizar mais de 300 cirurgias no centro-sul baiano, anuncia governador Rui Costa

Governador Rui Costa visita o Projeto Mutirão de Cirurgias Eletivas no município de Jaguaquara.

Governador Rui Costa visita o Projeto Mutirão de Cirurgias Eletivas no município de Jaguaquara.

Até o dia (09/10/2016), mais de 300 moradores do centro-sul baiano serão atendidos no Mutirão de Cirurgias Eletivas do Governo do Estado, que já marcou 311 procedimentos e mais de 60 aguardam retorno dos pacientes com exames complementares. Nesta etapa, será atendida a população de cerca de 13 municípios, em uma unidade de saúde adaptada especialmente para receber o projeto na cidade de Jaguaquara, na região centro sul. Os atendimentos que começaram no dia 12 deste mês, com exames e consultas pré-operatórios, iniciam as cirurgias na manhã desta quinta-feira (15/09/2016).

Jaguaquara é o terceiro município a receber o mutirão, depois de Ipiaú, que ainda está realizando as cirurgias até o dia 22 deste mês, e Jequié, que também começam os procedimentos cirúrgicos nesta quinta. A meta do projeto é realizar 13 mil procedimentos em um ano, com investimentos de  cerca de R$ 30 milhões. No mutirão, a ideia é diminuir as filas por procedimentos simples e, para isso, o Governo do Estado está arcando com 50% do valor dos procedimentos pela tabela do Sistema Único de Saúde.

Ao conferir o início do mutirão nesta quinta-feira (15), o governador Rui Costa, acompanhado do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, conheceu as instalações, conversou com médicos e pacientes e anunciou novas metas. “Eu desafiei a Secretaria de Saúde a uma meta mais audaciosa, a de atingir 20 mil cirurgias até dezembro do ano que vem, porque nosso objetivo final é zerar as filas de espera por esses procedimentos e, depois, numa segunda etapa, trabalhar o mutirão sob demanda, para as cidades que conseguirem reunir a maior quantidade de pessoas que precisem dessas cirurgias”.

Rui disse ainda que o governo está cumprindo um compromisso que foi feito com o povo baiano, de regionalizar a saúde no estado. “O mutirão faz parte desse projeto, junto com as policlínicas já em fase avançada no município de Jequié, por exemplo, que vai atender a 22 municípios”.

Para a primeira cirurgia do dia, a lavradora Maria das Graças Barreto chegou cedo na unidade de saúde, e pouco antes das 8h já estava pronta para entrar no centro cirúrgico para realização retirada de útero e hérnia. Acompanhada da irmã, a também lavradora Galdeni Barreto, ela veio de Nova Itarana, cidade onde as duas moram, especialmente para fazer o procedimento.

“Estava esperando por essa cirurgia há mais de seis meses, mas há três meses piorei muito. Estou muito feliz e ansiosa para fazer logo a cirurgia. Tem três dias que não durmo por causa disso. E achei que vinha só para fazer o procedimento no útero, mas foi fazendo os exames aqui que descobri que tenho hérnia também. O médico falou que pode fazer tudo de uma vez”, disse, a lavradora pouco antes de entrar no centro cirúrgico.

Maria das Graças é uma das 14 pessoas que serão atendidas no primeiro dia de mutirão em Jaguaquara e que farão 19 cirurgias. Além de histerectomia (retirada do útero), a ação vai realizar também procedimentos de hérnias inguinal, umbilical, recidiva e epigástrica, vesícula (colecistectomia), retirada de mioma (miomectomia), mama (mastectomia) e próstata (prostatectomia).

Desde a última segunda-feira (12), os pacientes passaram por eletrocardiograma, RX de tórax (maiores de 45 anos), ultrassonografia e consultas com cirurgião e anestesista, todos realizados em carretas do próprio mutirão. Depois disso, eles têm a cirurgia marcada e é só aguardar pelo dia do atendimento.

Assistência integral

Após a cirurgia, todos os atendidos saem da unidade de saúde com o chamado ‘kit pós-operatório’, que contém medicamentos e orientações de cuidados para os pacientes, que, posteriormente, passam por uma reavaliação. O atendimento oferece assistência desde o primeiro momento até depois da alta hospitalar. Tudo isso utilizando a estrutura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Os pacientes foram selecionados a partir do Sistema de Gestão de Cirurgias Eletivas- Lista Única e isso possibilitou a inclusão de moradores de de diversas cidades da região, como Brejões, Cravolândia, Irajuba, Itaquara, Santa Inês, Itiruçu, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Maracás, Planaltino e Iramaia. Esses municípios também são os responsáveis por fazer o transporte do paciente com acompanhante para cidade onde ele será operado.

Outras publicações

Governador Rui Costa anuncia metas do planejamento orçamentário dos próximos quatro anos Governador Rui Costa apresenta Plano Plurianual. O Plano Plurianual (PPA), que define as prioridades e como serão gastos os recursos públicos pelos ...
Governador Jaques Wagner assina contrato para construção de cisternas e estruturas hídricas no semiárido baiano Governador Jaques Wagner assina contratos para a construção de cisternas de consumo e estruturas hídricas, que vão beneficiar famílias da região do s...
Centro de Formação em Artes da FUNCEB apresenta programação especial do verão 2015 Projeto do Governo da Bahia objetiva dar continuidade a qualidade musical dos artistas baianos. De terça a sexta-feira, 27 a 30 de janeiro de 2015, ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br