Ministro do STF envia inquérito de Eduardo Cunha para Justiça Federal do DF

Eduardo Cosentino da Cunha durante votação que cassou mandato de deputado federal.

Eduardo Cosentino da Cunha durante votação que cassou mandato de deputado federal.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello determinou que um dos inquéritos que investiga o ex-deputado Eduardo Cunha seja enviado à Justiça Federal do Distrito Federal. Na ação, Cunha é investigado por suposta lavagem de dinheiro e corrupção passiva por ter recebido e solicitado vantagens indevidas para propostas de alteração de texto de medidas provisórias.

O inquérito foi aberto no STF em abril deste ano. A decisão do ministro, divulgada hoje (28/09/2016), atendeu a um pedido do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, que se manifestou pela remessa “em decorrência da perda do mandato parlamentar imposta a Eduardo Cunha pela Câmara dos Deputados”.

Segundo Janot, a competência do STF em julgar o caso era justificada pelo fato do então deputado federal ter foro privilegiado por prerrogativa de função. Com a perda do mandato, cassado no último dia 12, a ação deveria ser enviada à primeira instância.

“Todavia, é possível visualizar que Brasília é o local no qual houve a tramitação das propostas legislativas, de maneira que o atual estágio das investigações impõe a remessa do feito para a Justiça Federal do Distrito Federal, sem prejuízo de posterior deslocamento da competência caso os fatos apurados assim o recomendem”, disse o procurador-geral em sua manifestação.

Mello acolheu a argumentação e entendeu que a prerrogativa de foro de Cunha no STF “deixou de prevalecer quando a Câmara dos Deputados decretou-lhe a perda do mandato parlamentar”.

*Com informação da Agência Brasil.

Outras publicações

“Agem para perseguir Lula e sua história”, diz defesa do ex-presidente Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder popular e amado. Os advogados do ex-presidente Lula afirmaram que, mais uma vez, a operação Lava Jato...
Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA pede “investigação especialmente cuidadosa” sobre acidente aéreo que vitimou ministro Teori Zavaschi Teori Albino Zavascki atuou como magistrado de carreira e professor. Era ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) desde 29 de novembro de 2012, ten...
Anistia fiscal brasileira traz à luz US$52 bilhões Recursos financeiros de empresas e cidadãos brasileiros são repatriados. A Suíça é o quinto principal paradeiro desse montante. Os grandes bancos do ...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br