Ministra Cármen Lúcia promete unificar judiciário e tomada de medidas firmes no comando do STF

“Eu não gosto de festa, gosto de processo”, diz Cármen Lúcia, homenageada no STF.

“Eu não gosto de festa, gosto de processo”, diz Cármen Lúcia, homenageada no STF.

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia recebeu na terça-feira (06/09/2016) homenagem dos demais ministros, durante a última sessão da Segunda Turma, dias antes de sua posse na presidência da Corte. Após receber os cumprimentos dos colegas, a ministra disse que não gosta de festa, mas de processo. A posse da presidente será na segunda (12), às 15h.

“Eu não tenho a mesma tranquilidade para algumas funções do cargo de ministro do Supremo, porque eu não gosto muito de festa, nada disso. Eu gosto de processo. Hoje, eu sei porque fui advogada de audiência. Eu gosto mesmo disso aqui”, afirmou.

Na posse, a ministra quebrará o protocolo do Supremo e não haverá a tradicional festa de recepção aos convidados, bancada por associações de magistrados em todas as posses de ministros da Corte.

Ao agradecer a seus pares pela homenagem, a ministra também disse fará o possível para honrar o cargo de presidente e defendeu a união do Poder Judiciário. “O Supremo é um só. O Poder Judiciário no Brasil tem que voltar a ser um só, hoje são vários. Acho que, juntos, somos muito mais”, concluiu.

A ministra ficará no lugar do atual presidente, Ricardo Lewandowski. O vice-presidente da Corte será o ministro Dias Toffoli.

Cármen Lúcia Antunes Rocha foi indicada para o Supremo pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e tomou posse em 2006. A ministra nasceu em Montes Claros (MG) e formou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC), em 1977. Ela será a segunda mulher a assumir o cargo. A primeira foi a ex-ministra Ellen Gracie.

Outras publicações

STF suspende emenda à Constituição do Ceará que extinguia Tribunal de Contas dos Municípios Ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente do STF. A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, concedeu liminar para...
Ministra Rosa Weber: Dilma Rousseff pode ter cargo público antes de STF julgar votação fatiada Ministra Rosa Weber. Na decisão em que negou liminar para impedir que Dilma Rousseff ocupe cargos públicos, a ministra Rosa Weber disse não haver qu...
Ministra Rosa Weber destaca violação à Constituição Federal praticada por decisões de magistrados de primeiro grau com relação a liberdade de imprensa Ministra Rosa Weber suspende decisão que mandava excluir de site publicações sobre promotor no Espírito Santo. A ministra Rosa Weber, do Supremo Tri...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br