Ministério Público Federal prorroga trabalhos da Lava Jato por mais um ano

O procurador da República e coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.

O procurador da República e coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.

O Conselho Superior do Ministério Público Federal prorrogou por mais um ano os trabalhos força-tarefa da Operação Lava Jato, composta por 11 procuradores federais e que estava marcada para ser dissolvida no próximo dia 8 de setembro.

A decisão foi tomada em sessão ordinária do conselho, realizada na terça-feira (06/09/2016) e presidida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Além dos onze integrantes, compõem a força-tarefa da Lava Jato o procurador Deltan Dallagnol, que comanda os trabalhos, e mais três assistentes. Os trabalhos do grupo tiveram início em abril de 2014. A Operação Lava Jato já teve 33 fases.

Foi prorrogada também a força-tarefa que investiga desvios na Eletronuclear, no âmbito das obras da Usina Nuclear de Angra 3.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).