Manifestação pelo circo itinerante ocorre em Salvador

Cartaz anuncia 'Manifestação pelo circo itinerante'.

Cartaz anuncia ‘Manifestação pelo circo itinerante’.

Nesta quarta-feira, (14/09/2016), a Mobilização Nacional dos Circos Itinerantes reúne artistas circenses na Praça Municipal de Salvador, com programação iniciando às 9h. O evento acontece na Bahia e em outros estados brasileiros, simultaneamente. O Colegiado Setorial de Circo é a entidade representativa do ato, na capital baiana, ato que conta com apoio do Núcleo de Artes Circenses da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Os organizadores da manifestação argumentam que o circo oferece muita contribuição ao povo brasileiro e à sociedade como um todo, e necessita de uma política pública cultural voltada à fruição e a circulação de seus espetáculos.  A programação em Salvador inclui apresentações artísticas com falas e distribuição de panfletos; entrega de pautas específicas na Fundação Gregório de Matos, Secult, Funceb, Câmara dos Vereadores; e, finalizando, às 14h, ida para UPB e Assembleia Legislativa da Bahia.

Participam deste ato nacional: circos itinerantes brasileiros, ABACDI- Associação Brasileira de Artes, Cultura e Diversões Itinerantes (RJ), APOCIRCO- Associação Potigua de Circo (RN), APAECE- Associação dos Proprietários, Artistas e Escolas de Circo do Ceará – (CE), SATED/PE, SATED/SE, SATED/AL, Colegiado Setorial de Circo da Bahia – (BA), Escola de Circo PIOLIN – (PB), Grupo Churupita de Circo e Teatro – (ES), Nos’Arte – Coremas (PB).

Reivindicações – “O circo baiano tem enfrentado muitos problemas em diversas dimensões, tanto no campo simbólico: no que diz respeito à cultura, ao preconceito e má informação; quanto no aspecto físico: falta de terrenos para se instalarem ou abertura de ruas e praças para atuarem”, registrou Alda Fátima de Souza, do Colegiado Setorial de Circo.

Entre as necessidades listadas pelos manifestantes estão: terrenos para instalação de circos com infraestrutura adequada; atendimento médico aos circenses nas cidades por onde passam; atenção à educação dos circenses na sua itinerância; reconhecimento por parte dos Juizados de Menores da importância da participação dos filhos de circenses nos espetáculos, como aprendizado e continuidade da arte circense; setor específico nas prefeituras para liberação de documentação para instalação dos circos (desburocratização).

Também figuram na lista de reivindicações: taxas únicas e anuais, a exemplo de ART’s do Corpo de Bombeiros e Engenheiro, Alvarás de Funcionamento e outros; redução das taxas e impostos; abertura das praças para apresentações artísticas; incentivo à formação e qualificação dos artistas (aumento de recursos financeiros); editais específicos nas prefeituras; investimento nas escolas de Circo e ONG’s (aumento de recursos financeiros); criação de Leis Estaduais e Municipais que atendam aos circenses.

Outras publicações

Em Salvador, Cenário da Educação é discutido em evento da ABAMES para apresentar o Sistema de Informações do Ensino Superior Particular “Apenas 13,8% dos jovens entre 18 e 24 anos estão matriculados no ensino superior, que equivale a 3,2 milhões de jovens. Percentual inferior à Colômbi...
Camaratas da Orquestra Sinfônica voltam a se apresentar em Salvador O projeto Cameratas da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) traz mais dois concertos com entrada gratuita, no início da próxima semana, para Salvador. ...
Prefeito, João Henrique, ao nomear petista para a secretaria municipal de saúde confirma processo de reaproximação com o governo Wagner Tomou posse ontem em Salvador (20/10/2010), o novo secretário municipal de Saúde, o administrador  hospitalar  José Saturnino Rodrigues, o anúncio foi...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br