‘Fosso’ entre acusação e prova põe em xeque futuro da Lava Jato, diz jornal dos EUA

Ex-presidente Lula é vítima de elementos do Estado Fascista. História é repleta de exemplos de como opera o fascismo contra forças populares. Ação proposta contra ex-presidente é típica da doutrina fascista que que a tese para o crime se torna elemento de prova e convicção de culpa, independente de provas materiais.

Ex-presidente Lula é vítima de elementos do Estado Fascista. História é repleta de exemplos de como opera o fascismo contra forças populares. Ação proposta contra ex-presidente é típica da doutrina fascista que que a tese para o crime se torna elemento de prova e convicção de culpa, independente de provas materiais.

Os promotores que apresentaram denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fizeram uma “litania” de acusações, mas foram econômicos ao apresentar as provas – o que pode colocar em xeque o futuro da Operação Lava Jato.

Assim descreve o diário americano Chicago Tribune a entrevista coletiva do Ministério Público Federal do Paraná transmitida ao vivo pela TV na quarta-feira (14/09/2016).

O jornal repercute, assim como os principais jornais estrangeiros, as acusações levantadas contra o ex-presidente.Mas, se as denúncias já eram esperadas, a linguagem utilizada pelos promotores foi “impressionante”, descreveu o jornal.

Os promotores classificaram o petista como “comandante máximo”, “maestro”, “grande general” do megaesquema de corrupção que envolve a Petrobras e distribuição de cargos públicos, classificada pela promotoria com o neologismo “propinocracia” ou “um governo regido pela propina”.

Para o Chicago Tribune, “o fosso escancarado entre as acusações verbais e as denúncias (formais) levantaram questões sobre o futuro da investigação”.

Se por um lado as “acusações drásticas” podem ajudar os promotores a manter o caso em sua jurisdição, por outro implicam “riscos” de que a investigação seja vista como politizada.

*Com informação BBC Brasil.

Outras publicações

Contra o fascismo: Defensoria Pública do Rio de Janeiro diz que propostas do MPF de mudança na legislação são típicas de Estado Totalitário André Luís Machado de Castro: Pacote do MPF é publicidade e algumas medidas não atingem a corrupção. Membros do Ministério Público Federal (MPF) têm...
Repúdio ao fascismo: defesa de Lula diz que decisão do juiz Sérgio Moro não causou surpresa Advogado Cristiano Zanin Martins diz que há um "histórico de perseguição e violação às garantias fundamentais" do ex-presidente. A defesa do ex-pres...
Senadora Gleisi Hoffmann diz que terá “benefício da dúvida” no STF | Agência Brasil A senadora Gleisi Hoffmann virou ré na Operação Lava Jato. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que virou ré hoje (27/09/2016) na Operação Lava Jato,...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br