Eleições 2016 – Candeias: Sargento Francisco exonera secretário que declarou apoio ao candidato Dr. Pitágoras

Prefeito Francisco Silva Conceição (Sargento Francisco) exonera secretário que teria declarado apoio ao candidato da oposição, revela fonte.

Prefeito Francisco Silva Conceição (Sargento Francisco) exonera secretário que teria declarado apoio ao candidato da oposição, revela fonte.

Uma das primeiras provisões de Sargento Francisco após conseguir liminar para voltar ao cargo de prefeito, do qual foi afastado pela Justiça Federal por improbidade administrativa, foi exonerar o Secretário de Educação Jair Cardoso. A decisão causou estranhamento, uma vez que a pasta é uma das poucas aprovadas no município, lamenta membro da comunidade.

Apesar das limitações e dificuldades financeiras da cidade, Jair Cardoso vinha realizando um trabalho que agradava, professores, coordenadores, pedagogos e diretores das escolas de Candeias. A substituição na pasta por Marinalva Damasceno gerou insatisfação e protestos, uma vez que a nova secretária tem alta rejeição dos docentes, informa professor da rede municipal.

Segundo informações, Sargento Francisco teria ficado insatisfeito com a declaração de apoio do ex-secretário Jair Cardoso a Dr. Pitágoras, candidato a prefeito de Candeias pelo PP – Partido Progressista. Apesar da negativa da democrata, especula-se que o prefeito é apoiador da campanha de Tonha Magalhães.

Apoio político

A suposição de que Sargento Francisco apoia a campanha de Tonha Magalhães surgiu no comício da democrata, realizado no dia 27 de agosto de 2016, que teve a participação prefeito de Salvador e candidato à reeleição ACM Neto. Para levar simpatizantes e apoiadores da sua campanha para o evento, Tonha teria utilizado cerca de sete ônibus escolares. A hipótese levantada, na ocasião, foi que os veículos fazem parte da frota de Candeias e foram liberados pelo prefeito Sargento Francisco.

Este tipo de prática é crime eleitoral previsto pelo Código Eleitoral, Lei 9.504/97. Caso seja confirmado que os ônibus são de exclusividade de algum município, o crime se configura abuso de poder político, passível de punição que varia de multa até a inelegibilidade da candidata.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Facebook do JGB

Publicações relacionadas

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br