Eleições 2016 – Bahia: quem apoiou o golpe e é da base de Temer não merece o voto popular, afirma Marcelino Galo

Deputado Marcelino Galo alerta população a não voltar nos golpistas.

Deputado Marcelino Galo alerta população a não voltar nos golpistas.

O deputado estadual Marcelino Galo (PT) chamou a atenção, nesta sexta-feira (30/09/2016), para o que considera “pacote de maldades” contra o povo brasileiro preparado pelo governo Michel Temer (PMDB), a ser votado no Congresso logo após as eleições municipais. De acordo com Galo, a população que se opõe as reformas da previdência e trabalhista defendidas pelo governo federal, não deve votar, no próximo domingo (2), em candidatos que apoiaram a deposição da presidente Dilma e que são apoiados pelo governo Temer.

“Michel Temer, que apoia a candidatura de ACM Neto em Salvador, já definiu que a votação do seu pacote de maldades contra o povo brasileiro será logo após as eleições. A reforma da previdência, por exemplo, aumenta em 10 anos o tempo de contribuição para homens e mulheres, que só poderão se aposentar depois dos 65 anos. A flexibilização da legislação trabalhista aponta para retrocessos sem precedentes para a classe trabalhadora, inclusive com a oficialização da terceirização e carga horária de 12 horas diárias de trabalho”, advertiu.

Entre as medidas previstas para entrar no pacote negociado pelo governo Temer, com a flexibilização da legislação trabalhista, estão 34 itens do artigo 7º da Constituição. Estão neste grupo, férias, 13º salário, adicional noturno e de insalubridade, salário mínimo, licença-paternidade, auxílio-creche, descanso semanal remunerado e FGTS.  Outras medidas são a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que congela o orçamento federal por 20 anos e representará menos investimentos em saúde e educação, por exemplo, e o Projeto de Lei (PL) 4.567/16, que flexibiliza as regras do pré-sal, favorecendo a entrada de empresas estrangeiras na exploração de petróleo no Brasil.

“O golpe é continuado. E a população que vai às urnas domingo tem a oportunidade de dar a resposta aos golpistas que querem também desvincular as pensões e demais benefícios previdenciários do aumento do salário mínimo, querem diminuir significativamente, obedecendo à cartilha do FMI, os investimentos em saúde, educação e assistência social”, enfatizou Galo, que ontem esteve em Jacobina com o candidato do PT, Amauri Teixeira, à prefeitura.

Outras publicações

Wagner destaca projetos logísticos para desenvolvimento da Bahia Além de construir um dia a dia melhor para nossa gente, estamos projetando a Bahia do futuro, avançada, plural, democrática, cidadã e aberta ao mundo”...
Estudantes de Direito das universidades da Bahia, Sergipe e Alagoas promovem Encontro Regional com o tema Educação Jurídica O coletivo composto por estudantes de Direito das universidades da Bahia, Sergipe e Alagoas, promovem o Encontro Regional dos Estudantes de Direito, c...
Governador promete mais investimentos para agricultura familiar Agricultura familiar, fim da Zona Tampão da Febre Aftosa na Bahia, Programa Minha Casa, Minha Vida, compromissos para o segundo mandato e a posse da p...

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia é um portal de notícias com sede em Feira de Santana. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br